Malhação – Após cancelamento sem juízo da Globo, autor de Malhação se manifesta: “Menos janela e mais espelho”
Thais Teles
Malhação – Após cancelamento sem juízo da Globo, autor de Malhação se manifesta: “Menos janela e mais espelho”

Depois que a Globo cancelou a nova e até então última temporada de "Malhação" , muitas pessoas ficaram perdidas e confusas. Primeiro, a emissora de aval para a Priscila Steinman e Márcia Prates escrever toda uma temporada, para, no fim, cancelar.


De fato a pandemia do Covid-19 foi o principal motivo, porém, enquanto outras novelas estavam voltando aos trilhos mesmo que devagar, a trama teen estava empacada. Em pouco tempo foi anunciado que esta temporada estava cancelada e os irmãos Carvalho, Marcos e Eduardo foram promovidos.

Desde 2020 trabalhando na ideia de um roteiro, a Globo aprovou como a nova temporada pela primeira vez teria 70% do elenco negro. Só que aí veio o novo baque, a nova produção foi cancelada assim como a novela após 26 anos.

Apenas no dia 30 de Setembro, Marcos resolveu se manifestar sobre o assunto em um post no Instagram já que os autores foram tão questionados.

Leia Também

Leia Também

CONFIRA O COMUNICADO:

“Agradecemos por todas mensagens que recebemos e por aquelas que não recebemos, pois as pessoas ficam na dúvida se é pertinente se manifestar. Por aqui, seguimos serenos e firmes.

Há 3 anos, antes mesmo de definirmos sobre o que seria a história, traçamos uma premissa: precisamos nos ver nela. Queríamos olhar pelo portão, ver as pessoas subindo o morro e pensar: nossos personagens, com seus dramas, poderiam estar subindo essa ladeira. Apresentar isso para milhões virou nosso sonho.

Mas a vida é desafio e nosso sonho continua. Um sonho que não é só de nós dois, nem só da equipe, nem só do elenco. Sonho dos que vieram antes de nós e nos abriram caminho. Sonho de Ruthes e Otelos. Sonho de Zezés e Miltons. E de milhões de brasileiros. O sonho da tela da TV ser menos janela e mais espelho.

Leia Também

Menos janela pra um Brasil de bairro nobre de Rio ou São Paulo e com cor de Suíça. E mais espelho de nós mesmos, do Brasil real. Um Brasilzão grande e complexo. Cheio de dor e alegria, miséria e irreverência. E cor. Muitas. Todas.

Não temos a pretensão de herdar o anel de bamba dos gigantes que vieram antes de nós . Mas, assim como tantos outros, assumimos a responsabilidade de atender ao pedido final de muitas e muitas gerações: a de não deixar nosso samba morrer. Nem nossos sonhos”

Da Globo, a autora Rosane Svartman, os atores Fabricio Oliveira, Maicon Rodrigues e Mariana Nunes manifestaram apoio ao autor, roteirista e cineasta. Apesar do cancelamento existe uma possibilidade da emissora transformar o projeto para o Globoplay ou mesmo uma novela só que sem a marca Malhação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários