Ator Michael K. Williams morreu nesta segunda-feira (6), aos 54 anos
Reprodução/Twitter
Ator Michael K. Williams morreu nesta segunda-feira (6), aos 54 anos

O ator Michael K. Williams, de 54 anos, conhecido por seu papel na série "The Wire", foi encontrado morto em sua cobertura no Brooklyn, em Nova York, na tarde desta segunda-feira (6). No apartamento, havia objetos para uso de drogas, sugerindo uma overdose fatal, possivelmente de heroína ou fentanil, segundo o jornal americano "New York Post". O Departamento de Polícia de Nova York confirmou a morte, mas a causa não foi divulgada.

O maior sucesso de Michael K. Williams entre o público foi como Omar Little, em "The Wire"(2002-2008), série criada por um ex-repórter policial. A obra, que acompanha o trabalho de um grupo de policiais e detetives de Baltimore no combate ao mundo do tráfico, recebeu 16 prêmios.

Uma das atuações mais recentes de Williams foi no papel de Montrose Freeman em "Lovecraft Country" (2020), da HBO, pelo qual concorre ao Emmy na categoria ator em série de drama este ano. A cerimônia acontece no dia 19 de setembro.

Você viu?

Em 2019, ele atuou na minissérie "Olhos que Condenam" (de Ava DuVernay), para Netflix, como Bobby McCray e ganhou um prêmio Emmy. Baseada em uma história real, a produção narra o caso de cinco jovens negros do Harlem que foram injustamente acusados de estuprarem uma mulher no Central Park. 

Ator Michael K. Williams morreu nesta segunda-feira (6), aos 54 anos
Reprodução/Twitter/Taylor Jewell/Invision/AP
Ator Michael K. Williams morreu nesta segunda-feira (6), aos 54 anos

Ao longo de sua carreira, o ator recebeu ainda o prêmio Emmy por suas interpretações em "Bessie"(2015) e "The Night Of" (2016).

Outro sucesso de Williams foi como Chalky White, um poderoso gangster de Atlantic City, na série de drama "Boardwalk Empire: O Império do Contrabando", transmitida pela HBO nos EUA entre 2010 e 2014.

Além de seus trabalhos para televisão, ele apareceu nas telas de cinema com "12 anos de Escravidão"(2013), "Vício Inerente"(2014) e "Medo da Verdade"(2007).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários