Repórter foi surpreendida pela ação e lamentou a saia justa: "Não considero que isso faça parte da democracia"

Mais uma vez, o noticiário da Rede Globo se viu no meio de manifestações contra a emissora. Na madrugada desta sexta-feira (11), um manifestante invadiu a transmissão ao vivo de Brasília feita por Giovana Teles durante o "Jornal da Globo". Na porta do Congresso Nacional, a repórter falava sobre a Operação Lava Jato quando foi surpreendida por um homem que segurava a frase "Globo golpista quer incendiar o país".


Após o protesto, a câmera rapidamente desviou o foco do manifestante e a jornalista mostrou-se irritada com a situação, lamentando o incidente. "Quase fomos interrompidos, não considero que isso faça parte da democracia, mas vamos seguir com nossas informações, que é isso que importa para os nossos telespectadores".

William Waack , apresentador do "Jornal da Globo", também se mostrou irritado com o protesto do homem e comentou: "Você reagiu bem a essa bobagem, Giovana. Gostei de ver. Vamos continuar com a cobertura jornalística que é o que interessa e é o que a gente faz".

Assista ao momento:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.