Com curadoria da Marvel, novo filme do Homem-Aranha é engraçado, envolvente e traz o melhor intérprete que o herói já teve

Os fãs de Homem-Aranha sofreram nos últimos anos. De 2002 pra cá, o herói já teve cinco filmes de duas séries diferentes, mas nenhum deles é tão bom quanto "Homem-Aranha: De Volta ao Lar" , que chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (6). Com um novo protagonista, novo diretor e inaugurando uma nova série, o longa é o melhor da franquia.

Leia também: Entretenimento de primeira, “Mulher- Maravilha” é o filme que o mundo esperava

Com Tom Holland no papel principal,
Divulgação
Com Tom Holland no papel principal, "Homem-Aranha: De Volta ao Lar" cumpre as expectativas

Apesar de ser produzido pela Sony, "Homem-Aranha: De Volta ao Lar" teve consultoria da Marvel Studios, e isso parece ter feito toda a diferença no filme. O longa é muito diferente dos cinco anteriores, tanto os protagonizados por Tobey Maguire quanto os de Andrew Garfield.

A trama não conta toda a história de como Peter Parker (Tom Holland) virou o Homem-Aranha, mas isso não é necessário, afinal, todo mundo já sabe essa história de trás pra frente. O filme começa depois da participação do herói em "Capitão América: Guerra Civil" e mostra Peter de volta à Nova York depois de ter ajudado o Homem de Ferro em uma batalha em Berlim.

Tony Stark (Robert Downey Jr.) é uma das figuras centrais do novo filme. Sem roubar a cena, ele dá o apoio necessário tanto a Peter Parker quanto a Tom Holland. Mas é bom destacar que o filme não é do Homem de Ferro, muito menos dos Vingadores.

Leia também: Delicioso repeat, “Guardiões da Galáxia VOL. 2” promove Baby Groot a astro pop

Amigão da vizinhança

O que mais chama a atenção em "De Volta ao Lar" é que o filme entra no espírito de Peter Parker ser um adolescente comum: ele tem uma crush (Liz, interpretada por Laura Harrier), um melhor amigo nerd (Ned, interpretado por Jacob Batalon) e um "rival" (Flash, interpretado por Tony Revolori). A sequência de abertura, em que ele faz uma espécie de documentário de sua viagem a Berlim, é outra prova disso.

Tom Holland interpreta o Homem-Aranha em
Reprodução
Tom Holland interpreta o Homem-Aranha em "De Volta ao Lar"

No filme, o herói não é aquele super-herói que salva o mundo. Ele é o "amigão da vizinhaça", como Tony Stark define. E isso é ótimo: apesar de se envolver em grandes confusões e chegar a tentar salvar uma barca que estava afundando, o Spider-Man fica melhor quando se preocupa com os pequenos problemas da vizinhança.

Outro ponto forte do filme é sua atualidade. O herói, por exemplo, é muito mais conhecido por seus vídeos no YouTube do que por suas façanhas documentadas pela TV. Seu uniforme e suas armas, melhorados por Tony Stark, também estão um passo a frente das anteriores.

Mas o que encanta mesmo em "De Volta ao Lar" é o humor, que não é tonto como em alguns filmes da Marvel e garante muitas gargalhadas. As piadas envolvendo Peter Parker, Ned e os outros personagens são de fato muito boas e engraçadas – apesar de algumas mais sexistas envolvendo a Tia May, interpretada por Marisa Tomei.

Leia também: Violento, "Logan" é sutil ao focar na busca de Wolverine por sua humanidade

Por outro lado, o vilão é um dos melhores da Marvel em anos. O Abutre, interpretado muito bem por Michael Keaton, é um personagem com boas motivações e razões para odiar o Homem-Aranha, além de ter uma surpreendente relação com Peter Parker.

É difícil achar algum defeito em "Homem-Aranha: De Volta ao Lar". Além de ser o melhor filme da franquia, o longa também é um dos melhores e mais divertidos lançados neste ano. Tom Holland já está garantido em "Vingadores: Guerra Infinita" e a promessa é de que ele siga na franquia "Homem-Aranha". Mesmo quem ainda não viu "De Volta ao Lar" já está ansioso por isso.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.