Enquanto inúmeros setores tentam reduzir gastos e danos causados pela pandemia do novo coronavírus, há quem esteja se beneficiando com situação. Segundo informações de Ricardo Feltrin, o site da Brasileirinhas, maior produtora de filmes pornôs do Brasil, dobrou o número de assinaturas habituas desde a última segunda-feira (16).

Leia também: Atriz da Disney sobre estreia no pornô: "Tivemos cena de sexo de verdade"

Julia Cataucha arrow-options
Divulgação
Julia Cataucha

Leia também: Geisy Arruda surge com seios à mostra e divulga site pornô

Na semana passada houve uma média de 312 novas assinaturas. Na segunda (16) e na terça (17) esse número passou para mais de 600. Já na quarta (18), até 12h, o site da Brasileirinhas já tinha recebido 295 novos assinantes.

Leia também: Vídeo pornô que vazou não é de dançarina do La Fúria, diz modelo

Mas não é apenas no Brasil que a indústria pornô ganhou destaque. Na Itália, o site Pornhub liberou acesso ao conteúdo premium para todos os italianos. O país é um dos mais afetados pelo novo coronavírus

    Veja Também

      Mostrar mais