Tamanho do texto

A cena trágica de "Torre de Babel" marcou a morte de personagens que não agradaram ao público, como é o caso do casal lésbico Rafaela e Leila

Christiane Torloni e Silvia Pfeifer como o casal Rafaela e Leila, donas de uma butique de moda em Torre de Babel
Divulgação
Christiane Torloni e Silvia Pfeifer como o casal Rafaela e Leila, donas de uma butique de moda em Torre de Babel


Grande sucesso na televisão brasileira, a novela "Torre de Babel" está sendo reprisada no canal Viva , e quem acompanhou a trama na primeira vez em que ela foi ao ar, nunca vai se esquecer da famosa cena em que o shopping "Tropical Towers" explode.

Leia mais: “Torre de Babel”, grande sucesso de Silvio de Abreu na Globo, retorna à TV

Para quem espera pela segunda chance de ver o famoso capitulo de " Torre de Babel ", que causou uma grande reviravolta na novela, ele irá ao ar nesta quarta-feira (30) durante a exibição do folhetim.

A cena dura aproximadamente seis minutos e para ter o efeito real, necessitou de mais de 200 mil dólares em equipamentos, que foram importados, e efeitos especiais para dimensionar a tragédia.

Leia mais: Yanna Lavigne abandona elenco de novela após descobrir gravidez de Bruno Gissoni

Reveja a cena:



Polêmica

O começo da novela de  Sílvio de Abreu foi marcado por muitas polêmicas e ousadias por abordar temas incomuns na televisão até então, como homossexualidade, violência e drogas na classe média.

Alguns personagens não agradaram o público. Foi o caso do casal de lésbicas Rafaela ( Christiane Torloni ) e Leila ( Silvia Pfeifer ). Além delas, o viciado em drogas Guilherme ( Marcello Antony ) também foi alvo de críticas dos telespectadores.

Leia mais: "Verdades Secretas" ganha Emmy Internacional como melhor novela

A solução do autor de "Torre de Babel" foi matar vários dos personagens na explosão por conta de toda a rejeição que eles tiveram durante o início da novela.


Criminoso

Depois da explosão em "Torre de Babel" ficou uma dúvida no ar: quem foi o autor do crime José Clementino (Tony Ramos) foi um dos principais suspeitos e chegou a ser preso, mas a verdadeira culpada foi a filha dele, Sandrinha (Adriana Esteves). 

A novela "Torre de Babel" passa de segunda à sábado no canal VIVA em dois horários: de segunda a sábado às 14h30 e, no horário alternativo, à 1h30.

    Leia tudo sobre: