Tamanho do texto

Casal marca presença no palco do "Esquenta" e abre a intimidade do casamento de 12 anos: "Ele é tudo na minha vida", diz Angélica

Depois de dividirem a bancada do "Vídeo Show" pela primeira vez, Angélica e Luciano Huck marcaram presença no palco do "Esquenta", da TV Globo, e fizeram a alegria do público ao revelarem detalhes da intimidade e do casamento, que já dura 12 anos. 

LEIA MAIS: Suposta fatura do cartão de Luciano Huck vaza e internet fica chocada com valor

Angélica entrega
Reprodução/TV Globo
Angélica entrega "podres" de Luciano Huck e apresentador rebate: "Ela é brava"


A "lavação de roupa suja" do casal começou depois que Regina Casé desafiou Angélica a apresentar o companheiro ao público de um jeito que só ela sabe. Sem deixar os elogios de lado, a apresentadora aproveitou o momento para entregar os "podres" do marido. "Com vocês meu marido: gostoso, maravilhoso, as vezes meio chatinho, me dá um certo trabalho mas eu amo mesmo assim e... Solta pum! E que gosta de mim e é tudo na minha vida: Luciano Huck ", brincou.

LEIA MAIS: Angélica relembra momentos de terror em acidente de avião: "Silêncio pré-morte"

Luciano Huck não deixou barato e também entregou os defeitos da mulher. "Com vocês a linda, loira, inteligente, gata, talentosa, gente fina, parceira, amiga, mãe. E a pessoa que mais manda em mim - e é difícil mandar em mim. Ela não solta pum! Ah, ela é brava, no bom sentido. Mas só tenho elogios, ela faz minha vida muito melhor nos últimos 12 anos. Minha esposa, Angélica", disse.

Intolerância religiosa

O tema central do "Esquenta" de domingo (20) foi intolerância religiosa. Angélica, que é católica, e Luciano Huck, que é judeu, falaram como lidam com o assunto dentro de casa. "Você estuda as religiões e vê que a base é a mesma em qualquer lugar do mundo, que é as pessoas se amarem e respeitarem", diz o apresentador do "Caldeirão do Huck".

LEIA MAIS: Haitianos se revoltam com Luciano Huck e o detonam em vídeo

O respeito às diferenças, inclusive, começa dentro de casa. O casal conta que os filhos foram batizados na Igreja Católica e que Joaquim e Benício fizeram o bris milá, cerimônia judaica. "Joaquim decidiu ser judeu. Já o Benício chegou para o pai e disse: sou judeu igual você e Flamengo igual a mamãe, tá?", conta Angélica, que revela mais um segredo: "Quando eu fiz 40 anos, ele me deu de presente uma capelinha lá em casa. A gente reza lá, e Luciano participa". 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas