Tamanho do texto

A exigência é que o texto da trama das 21h também passe por alterações, com maior ênfase em romances e conflitos

O clima nos bastidores de "Velho Chico" está longe de ser tranquilo. O diretor de dramaturgia da emissora, Silvio de Abreu , tem entrado em conflitos com o diretor artístico da trama, Luiz Fernando Carvalho . Agora, segundo o colunista da rádio Jovem Pan José Armando Vanucci , a alta cúpula chegou a uma com conclusão: "Ou Luiz Fernando Carvalho aceita as mudanças artísticas ou está fora do projeto".

 +  Filha de Benedito Ruy Barbosa deixa "Velho Chico" após briga com o pai

 +  Estreia de "Velho Chico" rende memes nas redes sociais; confira

O diretor de
Montagem/Divulgação/Globo
O diretor de "Velho Chico" e o diretor de dramaturgia da Globo, Silvio de Abreu. Alta cúpula da emissora ameça afastar o diretor

De acordo com o jornalista, a direção da emissora exige também que sejam feitas mudanças no texto da trama. A ideia é investir mais em romances e nos conflitos entre gerações, reduzindo discursos ecológicos. O colunista afirma que nas internas, brinca-se que o telespectador já sabe mais sobre mangas do que do romance principal da história.

 +  Apesar de boicote, audiência da estreia de "Velho Chico" é a maior desde 2013

Antonio Fagundes como Afrânio em 'Velho Chico'
Cauiá Franco/TV Globo
Antonio Fagundes como Afrânio em 'Velho Chico'

Atualmente, o diretor de dramaturgia da Rede Globo é o autor Silvio de Abreu, responsável por sucessos como "Guerra dos Sexos" (1983) ,"A Próxima Vítima" (1995) e "Belíssima" (2005). "Velho Chico" tem sido criticada por conta de sua direção artística, em especial em relação às caraterizações dos personagens, como no caso de Antonio Fagundes.