Tamanho do texto

Ator comenta estranheza com as câmeras e crise que teve na carreira há quatro anos

Quem vê Lázaro Ramos à vontade toda terça-feira na série "Mister Brau" não imagina a estranheza que o ator sentiu quando fez sua primeira novela, "Cobras e Lagartos", em 2006. O ator revelou no "Ofício em Cena", que vai ao ar às 23h30 de terça-feira (3) na GloboNews, achar que duraria só três meses na televisão. 

Lázaro Ramos
Reprodução
Lázaro Ramos


A primeira cena na pele de Foguinho foi difícil: ele olhou para a câmera três vezes. "Achei aquilo assustador. Estava acostumado a trabalhar para a câmera de cinema e quando vi todas aquelas câmeras, achei aquilo um negócio! Disse: eu não vou durar aqui nem três meses! Não é um lugar de conforto para mim, é um lugar que me dá medo", desabafa.

O ator em
Divulgação/TV Globo
O ator em "Mister Brau"

Há quatro anos, entrou em crise com o veículo. "Eu pensei: 'não sei fazer nada novo, estou me repetindo, não vão me escalar para fazer personagens que sejam diferentes dos que eu já fiz e acho que tenho outro depoimento a dar como diretor e como autor".

Depois, foi se sentindo melhor na TV. "Hoje é um lugar de grande prazer, de muita criação para mim. Foi importante entender que é possível criar maneiras diferentes de trabalhar, dentro da sua profissão, seja lá onde você estiver".