Tamanho do texto

Apresentador fala de sua rotina fitness e conta como se divide entre seu programa e os filhos

Marcos Mion aproveita a boa fase de seu programa, o "Legendários", estabilizado nas noites de sábado, garantindo à Record a vice-liderança no horário. O apresentador conta como se divide entre o trabalho e a família e o que faz para manter o corpo sarado aos 36 anos.

Marcos Mion
Antonio Chahestian/Record
Marcos Mion


"Quando o 'Legendários' estreou (em 2010), durante um ano minha vida foi uma insanidade, dormi aqui inúmeras vezes porque decidi que só ia sair com o programa estabelecido. Foi a época mais cruel da minha vida. Depois que tudo estava funcionando, consegui ter de novo minha vida.", afirma.

O apresentador curtindo férias com os filhos em julho do ano passado
Reprodução
O apresentador curtindo férias com os filhos em julho do ano passado

A mulher, Suzana Gullo , e os filhos  Romeo , Stefano e Donatella vêm em primeiro lugar, garante. "Nunca digo: 'tenho de trabalhar e quando der ver minha família', tem de ser o contrário. Se estou em falta com meus filhos e minha mulher, tenho de rever todo o resto. Principalmente nessa época que eles são pequenos, estão formando o caráter, precisam ter o pai presente".

Ele não esconde seu lado coruja. "Tenho uma dedicação muito forte e intensa com meus filhos, e o menor, o Stefano, nasceu na semana de estreia do programa. Nos primeiros seis meses, dei apenas dois banhos nele, sendo que nos meus outros filhos, nessa mesma idade, eu não deixava nem encostar. Depois que o programa se estabeleceu, pude viver minha vida como pai, marido, e dar conta do resto das coisas", recorda.

A photo posted by Marcos Mion (@marcosmion) on

Corpo

Mion comanda o
Reprodução/Instagram
Mion comanda o "Legendários"

Mion diz também que não é fácil manter o físico sarado. "É difícil para c***, tem de ter uma dedicação absurda. Precisa levar sua comida para todo lugar e ter cuidado com o que come. Eu só como comida que eu levo. Sou ridículo, ninguém me chama mais para jantar porque eu levo minha comida (risos). Mas os amigos estão acostumados".

Treinar não é problema, garante. "O exercício é a parte boa, a dieta é o mais difícil. Mas para conseguir ficar com saúde, comida é mais importante". O apresentador voltou até a comer carne vermelha após 11 anos. "Quando comecei a me dedicar ao fisiculturismo fui ao nutricionista e ele disse que eu precisava voltar a comer carne. Às 7h da manhã do dia seguinte comi um bife e nunca mais parei. Determinação é muito importante para quem quer manter a forma", ensina.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.