Tamanho do texto

Em entrevista exclusiva ao iG, humorista fala sobre o "Rafinha Bastos Show", que estreará neste domingo (17)

Rafinha Bastos está eufórico com a estreia de seu novo programa neste domingo às 23h30 deste domingo (17) no Multishow. Em entrevista exclusiva ao iG , ele conta como surgiu o "Rafinha Bastos Show". "Eu estava já desenvolvendo dois projetos junto com o canal. Falei: 'cara, que tal a gente fazer um talk show'? Eles acharam legal a ideia e falaram para tocarmos. Estou muito feliz com essa parceria e bem dedicado a fazer essa história dar certo", vibra.

Rafinha Bastos:
Divulgação/Multishow
Rafinha Bastos: "O Jô deixou um legado muito forte. Para você fazer um talk show não pode fugir totalmente daquilo que o Jô fazia"

O apresentador acredita que a TV fechada permite que o apresentador não precisa focar o tempo todo em grandes celebridades para chamar atenção. "O conteúdo pode ser melhor. Na TV aberta a gente está sempre tentando fazer barulho para chamar atenção. Na fechada, muitas vezes temos mais oportunidade de se estender um pouco mais nas coisas que a gente acredita, porque esse desespero minuto a minuto de audiência não é tão grande”, compara.

Ele acredita que no canal pago é possível trazer pessoas interessantes que não sejam necessariamente famosas, algo que, segundo ele, só Jô Soares possuía. Aliás, Rafinha não esconde sua admiração pelo apresentador, que faz a última temporada do "Programa do Jô" este ano. "O Jô deixou um legado muito forte. Para você fazer um talk show não pode fugir totalmente daquilo que o Jô fazia. O Jô tem um nível que precisa de alguma forma ser respeitado", derrete-se.

Rafinha Bastos sobre volta à TV: "Maneira que encontrei de não ir pra cadeia"

Questionado se acredita que Jô é insubstituível, Rafinha responde: “Ele tem o lugar dele, da mesma forma que eu tinha meu lugar no "CQC". Minha vaga foi substituída, não a minha figura naquele ambiente. Acho que todo mundo é insubstituível, todo mundo planta algo naquele lugar. Agora no Multishow estou tendo a oportunidade de plantar algo meu”.

E Rafinha não será o único a estrear um programa neste formato. Fábio Porchat comandará um talk show na Record  e existem planos para que Marcelo Adnet também tenha um na Globo. Além de  Danilo Gentili , apresentador do "The Noite", no SBT. "Eu acho que demorou muito para ocupar esse espaço. Nunca consegui entender o porquê de não ser um espaço ocupado por outras pessoas. Todos esses caras que estão estreando são muito próximos a mim. É muito legal ver essa geração ocupando esse espaço", diz o humorista. 

Danilo Gentili: "Eu leio! Só dou uma de ignorante na TV"

O programa de Rafinha será ao vivo, algo que ele vê como um grande diferencial, por contar com a participação do público. O humorista, que já se envolveu em polêmicas no passado, principalmente com a cantora Wanessa , afirma que não busca polêmicas: "Eu não busco problema. Você acha que eu quero ter esse tipo de confusão na minha carreira? Não quero. Ao mesmo tempo, eu sou um cara que não dou três passos para trás para fugir de algo que eu acredito. É um joguinho que talvez eu não jogue, e isso talvez seja muito complicado na cabeça de muita gente, mas eu também construí meu público dessa forma. Tenho muito orgulho das decisões que eu tomei, não gostaria de ter me metido nos problemas que me meti, mas às vezes são incontroláveis".

Rafinha também estreará o
Divulgação/Multishow
Rafinha também estreará o "Tá Rindo de Quê" em maio

E durante o conturbado período pelo qual o País passa, o apresentador também garante que não fugirá das pautas políticas. "Era um tema que eu tinha muita restrição na Bandeirantes [quando apresentava o "Agora é Tarde"]. Não estou tendo esse tipo de restrição agora. Na televisão, falar de política é sempre muito sensível, mas não estou sentindo isso na televisão fechada", declara Rafinha, que durante sua passagem pela Band entrevistou algumas figuras políticas.

A estreia do "Rafinha Bastos Show" é no mesmo dia da votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados. Sobre este fato, o apresentador diz que se preocupa sim que o público deixe de ver o programa mas, como será transmitido às 23h30, espera que o telespectador já esteja informado sobre os temas políticos antes e decida dar uma conferida em seu talk show.

E vem mais novidade. Ele estreará o "Tá Rindo de Quê", no dia 9 de maio, no mesmo canal. Serão 20 episódios, nos quais Rafinha saiu pelo Brasil com dois comediantes fazendo shows e criando piadas sobre as cidades.  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.