Tamanho do texto

Em entrevista ao iG, Carol Portes falou sobre os novos rumos da camédia e comentou os bastidores do programa de Adnet

Após atuar em diversos comerciais, Carol Portes recebeu uma ligação inesperada. Era um ator, Marcius Melhem , a convidando para fazer parte de um programa chamado “Tá no Ar”. E foi assim que ela entrou para o humorístico de maior sucesso na Globo  atualmente. "Viramos uma grande família, todo mundo se ama. É uma troca muito boa, todo mundo se ouve e se aceita", afirma Carol em entrevista exclusiva ao iG .

Carol Portes “Eles [do 'Casseta'] fizeram uma coisa muito legal, mas que passou
Divulgação
Carol Portes “Eles [do 'Casseta'] fizeram uma coisa muito legal, mas que passou"

Muito elogiado pela crítica  e aclamado pelo público, o “Tá no Ar” já teve seus detratores. O ator Marcelo Madureira , chegou a afirmar que a atração é uma cópia do “Casseta & Planeta, Urgente”, humorístico do qual fez parte. Carol defende o programa de Marcelo Adnet.

“Eu já ouvi que o ‘Tá no Ar’ é uma cópia do ‘Comédia MTV’, que é um programa que o Adnet fazia. Eu já ouvi que é cópia do ‘Porta dos Fundos’. Acho que rola um recalque com o sucesso dos outros, é humano, do ego das pessoas. Mas de forma alguma acho que o ‘Tá no Ar’ é uma cópia, as ideias estão no ar. Não tem essa coisa da cópia, tem aquilo que se está usando, que está acontecendo. Eu acho que a galera do ‘Casseta’ é muito rancorosa por sentir uma falta de reconhecimento, não vejo outra explicação”.

A atriz reconhece o sucesso do extinto programa, mas diz que é preciso inovar e que o tempo do “Casseta” na Globo já acabou. “Eles fizeram uma coisa muito legal, mas que passou. Eles sentem falta de ouvir a galera falar: ‘Ah, o ‘Casseta’ era melhor’. Acho que não era nem melhor nem pior, cada um tem o seu lugar e o seu momento. A gente entrou para trazer um frescor, é uma novidade, se não vamos fazer Ingrid Guimarães e Heloísa Périssé  pelo resto da vida. A gente ama elas, a gente quer elas, mas a gente pode renovar”, diz Carol.

A atriz acredita que o “Tá no Ar” não é o futuro da comédia na TV, mas sim uma reflexão dos tempos atuais: “Não somos o futuro, somos o contemporâneo. Acho que usamos o que está acontecendo, então usar essa linguagem mais de internet tem a ver com o que está ocorrendo. Acho que o futuro vai mudar. Vai ser outra coisa, outro tipo de humor”.

Trabalhos no cinema e planos para o futuro

Carol Portes afirma que sempre teve uma tendência para fazer comédia
Divulgação
Carol Portes afirma que sempre teve uma tendência para fazer comédia

Formada em artes cênicas, Carol confessa que sempre teve uma tendência para fazer comédia e fala que costuma ser mais chamada para estes tipos de trabalhos. Dos quatro filmes para estrear neste ano, três são comédias. O único drama é "Mundo Cão", que conta também com Lázaro Ramos e Adriana Esteves no elenco. Outro longa é o musical "Amor em Sampa", com Bruna Lombardi .

Ela também conta que adoraria participar de outros trabalhos na TV: "A princípio começamos a gravar a quarta temporada do 'Tá no Ar' entre setembro e outubro. Tudo pode acontecer. Para novelas e outros trabalhos fico à disposição, de repente pode ser que role uma participação, alguma coisa. Seria incrível".


    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.