Tamanho do texto

Jurada do "MasterChef" fala sobre a fama e reconhece que espera no Arturito é muito grande: "Se você fica 2h esperando não tem comida que te faça feliz"

Paola Carosella faz sucesso no juri do "MasterChef", mas teve até de pagar para trabalhar no começo da carreira. Em entrevista para a Rádio Bandeirantes na quarta-feira (2), a chef contou detalhes no início na cozinha e ainda comentou que não consegue se acostumar com o assédio. 

Paola Carosella em ação no 'MasterChef'
Divulgação/Band
Paola Carosella em ação no 'MasterChef'


A cozinheira lembrou que começou a lidar com as panelas com as avós. "Quando eu quis ser cozinheira, que foi no quinto ano da escola [considerado o último ano do colegial na Argentina], escolhi que queria ser cozinheira, mas era muito difícil. Isso foi em 1992, não tinha escola de gastronomia e de jeito nenhum uma mulher seria aceita em um restaurante", detalha. 

Paola fez seus primeiros pratos quando trabalhava como secretário no escritório de um advogado amiga da mãe. Ele queria alguém para cozinhar para os clientes, ela se ofereceu e agradou. 

A chef fala também que pagou pelo primeiro emprego como cozinheira. "Pagava US$ 100 (aproximadamente R$ 375) por mês".

"Não sei se quero me acostumar com a fama"

Paola mora há 14 anos em São Paulo e veio para a capital a convite do chef argentino Francis Mallmann para comandar o restaurante dele. Depois, abriu o seu negócio, o Arturito.  E agora, já está na segunda temporada como jurada do "MasterChef". Mesmo com tanto sucesso, a chef diz ainda não ter se acostumado com o assédio e com a fama. 

Paola dá entrevista para Rádio Bandeirantes
Divulgação/Radio Bandeirantes
Paola dá entrevista para Rádio Bandeirantes

"Confesso que gera uma certa afliação. É uma coisa nova, que não sei muito como lidar. As pessoas são muito amorosas, só que o 'MasterChef' tem um sucesso que eu não consigo mensurar, então você sai na rua, alguém te pede para fazer uma foto, você vira e tem uma fila. É lindo, mas é estranho de explicar, uma coisa que eu não esperava que acontecesse. Ainda não me acostumei e não sei se quero me acostumar", afirmou. 

"Não é fácil porque eu sempre fiquei na cozinha, nunca fui uma chef que gostava de andar pelos corredores, sempre fiquei na moita. Obviamente que fico agradecida com o que as pessoas estão fazendo, é uma honra, mas é difícil. Se você quer ser atriz, você espera esse reconhecimento, agora eu sou cozinheira. Não faz parte do pacote quando você escolhe ser cozinheira", completou. 

2h ou 3h de espera

O sucesso com o programa também repercutiu no Arturito e o restaurante está cada vez mais cheio. Tanto que Paola nem o recomenda mais. "Hoje eu recomendaria não ir ao Arturito. Está difícil. A gente tenta fazer o melhor, às vezes damos 2h ou 3h de espera, mas se você fica 2h esperando, não tem comida que te faça feliz", comentou no programa da rádio. O jeito é adiantar o jantar: "Se chegar cedo, como abrimos às 19h, ainda tem mesa".

Paola recebe competidores do 'MasterChef' na cozinha de seu restaurante
Divulgação/Band
Paola recebe competidores do 'MasterChef' na cozinha de seu restaurante


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.