Thaíde tentou assaltar uma mulher e falou sobre a experiência que admite ter sido “a maior vergonha da vida”


Thaíde  revelou como desistiu de seguir a vida do crime quando era jovem. No "Pânico", da Jovem Pan, desta quarta-feira (27), o rapper e apresentador do programa "A Liga", na Band, falou sobre uma tentativa de cometer um assalto, uma experiência que diz ter sido “a maior vergonha da vida”.

Arma de brinquedo

“Faz muito tempo... Eu ainda não sentia hip hop e nem dançava break... Ouvia samba e funk na época. Minha mãe tinha um 38 de brinquedo. Com dois amigos conversando, aquele papo de molecote 'vamos ver se você tem coragem' fomos para uma esquina... Eu me lembro como se fosse hoje... Ela era negra, estava subindo, e aí eu apontei o revólver para ela e falei: 'Ó minha senhora, não corre'. Aí ela começou a chorar, abriu a sacola, disse que só tinha papel, que estava indo trabalhar. Naquele momento foi a maior vergonha da minha vida... Lembrei que tinha uma mãe em casa e estava fazendo uma outra mãe chorar", revelou.

Veja mais famosos que tiveram problemas com a justiça ou se envolveram em confusão.



Maioridade penal

Ele também opiou sobre a maioridade penal. “Sou contra qualquer tipo de violência, mas não posso ser conivente com essa parada de reduzir a maioridade sem investir em locais de estudo, cultura, sem dar uma alternativa para essas crianças. Falo isso porque já fui uma delas. O crime é onde se abraça mais fácil", analisou.

“Hoje muitos jovens são levados a isso pela aventura, adrenalina, e acabam destruindo famílias. Eu vi muitos amigos e parentes morrerem e eu vi que quero viver e ficar velho”, finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.