iG - Internet Group

iBest

brTurbo

iG Gente


Pesquisar:

enhanced by Google


Home iGGenteNotícias

Notícias


17/11 - 18:19

"Em dezembro já vou usar os meus tubinhos de novo", diz Giovanna Antonelli, um mês após o nascimento das filhas gêmeas

Thayana Nunes, iG São Paulo


Uma Giovanna Antonelli "apaixonada, tranquila e maternal". Foi assim que a atriz definiu seu estado de espírito na tarde desta quarta-feira (17), no Shopping Market Place, em São Paulo, durante a apresentação do vencedor do Bebê Hipoglós 2010. Não é a toa. A atriz está realizando o sonho de ser mãe novamente, e em dose dupla, com o nascimento das gêmeas Antonia e Sofia, de seu relacionamento com o diretor de TV Leonardo Nogueira

 

 

Luciano Trevisan/Fotomídia

 

 

Pela primeira vez longe das meninas, que ficaram no Rio acompanhadas por uma trupe de "pai, mãe, babá, etc", Giovanna fala sobre a nova fase. "Estou vivendo um momento muito zen, estou curtindo muito. Eu agradeço a Deus todos os dias pela minha vida", disse ela.

 

A única preocupação da atriz é se ela vai conseguir amamentar as gêmeas até os quatro meses, como planeja. Seu leite está ficando escasso e ela começou a tomar um suplemento importado de Portugal. Animada com a grande família, Giovanna, que também é mãe de Pietro, de cinco anos, do casamento com o ator Murilo Benício, não pensa em parar por aí. Pensa em ter outro daqui a três anos. "Pode ser um, dois, três ou quatro filhos. Mas a gente vai com a mesma intuição, ensinar as melhores coisas, e formar um bom caráter nas crianças, é isso que eu foco."

 

Enquanto dedica-se integralmente às mamadas e trocas de fralda, a atriz  faz planos profisssionais: ela quer produzir uma peça de teatro. Mas ainda não definiu uma data para voltar ao batente. Outro projeto de Giovanna, que já perdeu boa parte dos dez quilos que ganhou na gravidez, é voltar a usar seus vestidos tubinhos até dezembro. 

 

iG: Está sendo difícil cuidar de gêmeas?

Giovanna Antonelli: É difícil sim. Porque você pega, dá de mamar, troca fralda, bota pra dormir, e coloca na cama, aí começa o processo com a outra, dá de mamar, troca a fralda, bota pra dormir e coloca na cama, isso leva um tempo, aí já está quase na hora da outra começar de novo. Tenho uma babá, que me dá o maior auxílio, mas eu gosto de fazer tudo, eu fico em casa 24 horas, só saio pra fazer exercício e pra cuidar dessa parte feminina, como ir no salão. 

 

iG: Elas são parecidas com você ou com o Leonardo?

Giovanna Antonelli: Elas são muito diferentes. São bivitelinas, mas além disso elas são muito diferentes. A Antonia puxa mais a família do Leo e a Sofia tem uma mistura de nós dois. É até um pouco parecida com o Pietro bebê. Todo mãe fala que filho é lindo, né? Eu estou apaixonada. É uma família que a gente está construindo.

 

iG: Ficou surpresa quando soube que eram duas? Tem algum medo na hora de educar?

Giovanna Antonelli: Jamais podia imaginar que teria gêmeos na minha vida, foi uma grande surpresa pra gente. Lembro na época da Fernanda Lima, ela foi a primeira pessoa que eu liguei quando soube que eram gêmeas. Sempre achei muito lindo ter gêmeos, e é para poucos né, naturalmente, as pessoas acham que eu fiz inseminação, mas foi natural, foi realmente um presente de Deus.

 

 

Luciano Trevisan/Fotomídia

 

 

iG: Como é o Leonardo como pai? Tem te ajudado? O Pietro está com um pouquinho de ciúmes?

Giovanna Antonelli: O Leo é o maior parceiro, já aprendeu a dar de mamar, a trocar falda. Meu filho está se saindo um superajudante. Não tem ciúmes das meninas. Ele tem um pouco de ciúmes de mim. Porque você fica numa dedicação integral nesse começo. Mas agora ele está superajudando. "Mãe, vou lá ajudar no banho, você fica com essa aí". Eu falo "tá bom". E quando elas estão chorando ndo banho, ele fala, "Irmã, não chora. Banho é bom porque se você não ficar cheirosa, ninguém vai te querer". É um barato (risos).

 

iG: Como você emagreceu?

Giovanna Antonelli: Engordei muito pouco nessa gravidez. Foram 10 quilos. Até a última semana, eu com aquela megabarriga, continuei fazendo exercício, quer dizer, caminhando, porque realmente você nao tem o que fazer além daquilo. Na segunda semana pós-parto eu voltei a caminhar de novo e minha personal me prometeu: em dezembro eu já vou usar os meus tubinhos de novo! É uma maravilha.

 

iG: Quer ter mais filhos?

Giovanna Antonelli: Adoro ser mãe. A gente tem muita vontade de ter mais um daqui uns três anos, o último. A gente nunca pode programar a nossa vida, pode ter sonhos e desejos e ter vontade. Então se puder escolher, eu quero ter mais um filho, sim.

 

Luciano Trevisan/Fotomídia

 

 

iG: Você está com algum projeto profissional já engatilhado, algum convite?

Giovanna Antonelli: Eu não estou confirmada para nada, estou num momento super licença maternidade agora. Só tem 38 dias que eu estou em casa. Eu quero muito voltar a trabalhar logo, eu adoro o que eu faço, me divido tranquilamente com as minhas funções de mãe e dona de casa. Mas trabalho só ano que vem. A gente espera tanto para ser mãe, para ter outro filho na vida, que quando a gente tem, tem que viver intensamente esse momento. Quero ficar colada nos meus bichinhos todos.

 

iG: E como será o Natal da família agora? Já têm planos?

Giovanna Antonelli: Eu falei que a cada ano um homem vai ter que se vestir de Papai Noel, pra gente poder contar uma história nos próximos anos da nossa vida. Vamos ver quem vai se habilitar.

 

iG: Perde o controle em algum momento ou nada de estresse?

Giovanna Antonelli: Se eu não estiver equilibarada eu vou desiquilibrar as crianças, eu estou supertranquila, só ligo em uma situação muito extrema. Às vezes me preocupo porque eu amamentei meu filho só dois meses e meio porque meu leite acabou, foi uma das maiores frustações da minha vida. Desta vez, eu tenho pouco leite, eu quero amamentar até onde eu puder, é uma emoção que não tem preço.

 

AgNews

 


 




Compartilhe



Você tem mais informações? Envie para o Minha Notícia


IMPRIMIR

|

ENVIE POR EMAIL

|

ADICIONE A FAVORITOS

|

iG CELULAR


.



.

.



Contador de notícias