Tamanho do texto

Ao ser abordada em praia, a cantora disse que não se chamava Ludmilla, mas sim Kátia. Segundo a funkeira, ela ficou com medo de ser assaltada

Ludmilla se explica nas redes sociais
Reprodução/Facebook
Ludmilla se explica nas redes sociais


Durante a última segunda-feira (26), circulou nas redes sociais um vídeo em que a cantora Ludmilla aparece em uma praia do Rio de Janeiro se passando por outra pessoa. Ao ser abordada por fãs, ela disse que se chamada Kátia e, após ser muito criticada nas redes sociais, mudou o nome de seu Twitter e Instagram para "A Kátia sou eu".

Leia mais: Fátima Bernardes faz coreografia de hit de Ludmilla e viraliza na web

Mais tarde, Ludmilla usou as redes sociais para compartilhar um vídeo em que explica o motivo de ter se passado por outra pessoa.

Ludmilla
Divulgação
Ludmilla


"Eu estava no hotel Sheraton e ali tem uma praia privada. Eu desci para a praia privada, quando eu cheguei lá, não tinha ninguém, a praia estava vazia. Aí alguém passou e perguntou para o moço que coloca o guarda-sol se era eu mesma e que tinha me reconhecido por causa da tatuagem. Estava um sonzinho tocando na minha caixa de som . Chegaram uns meninos mal encarados perto da gente e falaram assim (...): ‘Se for a Ludmilla, vamos fazer arrastão, hein!’. Eu estava com um cordão de ouro e que estava escrito o meu nome, Ludmilla. Eu fiquei com medo. ‘Nossa, cara! Vão roubar o meu cordão. Já roubaram um escrito MC Beyoncé'. Fiquei com medo de roubarem outro”, disse no vídeo.

A cantora continuou se explicando, disse que tirou o corão e ficou quieta. "Eles estavam cada vez chegando mais perto e gritando que iam roubar, fazer isso e fazer aquilo. Quando o menino chegou perto de mim e pediu para tirar uma foto comigo... Antes de ele gravar, eu já tinha falado que meu nome era Kátia porque eu fiquei com medo dele e de mais outros meninos que estavam falando que iam fazer um arrastão comigo. Eu fiquei com medo deles e falei: ‘Vou falar que meu nome é Kátia'. Mas não colou por causa da voz e da cara também", completou. "Ele queria me assaltar e eu falei que era a Kátia".

Leia mais: Do samba ao empreendedorismo: Danada, Ludmilla quebrou a banca em 2016


Ludmilla continuou. "Eles saíram xingando, falando que iam fazer arrastão, que iam pegar minha caixa de som, que iam jogar areia porque ali era a praia deles, que iam bater na gente... Ficaram falando horrores”.

Leia mais:  "A independência feminina assusta os homens", diz Ludmilla

A funkeira disse que depois disso foi abordada por pessoas que "realmente eram fãs" e que fez vídeo com elas “Isso que é fã de verdade, entendeu? E não gente que quer me assaltar e fica me xingando. Eu fiquei com medo, igual a todo mundo", finalizou Ludmilla.

Veja o vídeo completo: