Karaokê na China terá listas de músicas proibidas
Thais Carrança - De São Paulo para a BBC News Brasil
Karaokê na China terá listas de músicas proibidas


O governo da China vai banir músicas em karaokês com letras consideradas "prejudiciais à sociedade". Em comunicado divulgado na terça-feira, o ministério da Cultura e Turismo ressaltou que incentiva que os estabelecimentos fornecerem músicas "saudáveis e edificantes" ao público. As novas regras estão previstas para entrar em vigor em outubro.

O comunicado destaca que as canções não podem conter "conteúdo que ameace a unidade nacional, a soberania ou a integridade territorial; viole políticas religiosas do Estado, propagando cultos ou superstições; e incentive atividades ilegais, como jogos de azar e drogas".



Conforme a agência estatal de notícias Xinhua, a China tem mais de 50 mil espaços de entretenimento com karaokês e a biblioteca básica de músicas tem mais de 100 mil itens. O ministério afirma que as empresas provedoras do conteúdo serão as responsáveis por auditar as músicas. No ano passado, o governo já havia banido 100 melodias acusadas de "promover violência".

Você viu?

O governo Chinês regula e proíbe fortemente conteúdos nas mais diversas plataformas. Nas redes sociais e sites, por exemplo, elimina postagens com violência, pornografia ou comentários considerados "politicamente sensíveis". Recentemente, transmissões ao vivo em plataformas de vídeo foram punidas por hospedar conteúdo considerado de "mau gosto".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários