Tamanho do texto

Duo lançou o disco "Craca, Dani Nega e o Dispositivo Tralha" em julho e está colhendo os frutos do novo trabalho

Quem acha que tradição e modernidade não combinam precisa conhecer o trabalho de Craca e Dani Nega . O duo lançou em julho o álbum " Craca, Dani Nega e o Dispositivo Tralha " e mostrou que a música de raiz brasileira combina demais com a eletrônica.

Leia mais: Prince tem músicas inéditas para lançar um álbum por ano até o próximo século

O duo Craca e Dani Nega lançou o álbum de estreia
Divulgação/Nadja Kouchi
O duo Craca e Dani Nega lançou o álbum de estreia "Craca, Dani Nega e o Dispositivo Tralha"

"Essa mistura de eletrônico com raiz sempre foi uma coisa muito minha, de canções tradicionais feitas com elementos eletrônicos", explicou o produtor  Craca , metade do Craca e Dani Nega , em entrevista ao iG

Em "Craca, Dani Nega e o Dispositivo Tralha", ele mistura os sons de instrumentos tradicionais ao de engenhocas eletrônicas – e soma isso à voz de Dani Nega. Quando o produtor encontrou a rapper e eles decidiram produzir juntos, seu trabalho mudou bastante. "As músicas mudaram a estrutura e passaram a ter uma voz muito política", explicou Craca.

Leia mais: Sertanejo domina listas de músicas mais ouvidas no Brasil em 2016

A veia política de Dani Nega é de fato uma das coisas que mais chamam atenção nas músicas do duo. "O rap é denúncia, a função do MC e do rapper é denunciar o espaço em que ele vive", disse a cantora sobre seu trabalho engajado.

Para ela, o rap tem sido mais inclusivo com as mulheres. "A gente teve um avanço super legal, com um discurso mais contundente e mais firme", comemorou, citando também o bom momento da música negra no País. "Estamos bem representados."

Com o pé na porta

Apesar disso, a cantora lamentou a crise social pela qual o Brasil passa neste ano. "Quando essas coisas acontecem, escondem mais a gente", disse, referindo à população negra e da periferia. Ela acredita que momentos assim servem para catalizar a energia. "Cada vez mais a gente chega com o pé na porta", garantiu.

Leia mais: Silva conquista cada vez mais fãs e lança álbum com músicas de Marisa Monte

Identificado com a cultura popular, o duo teme o futuro das políticas públicas voltadas à cultura no País. "Não dá para esperar nada do governo", desabafou Dani Nega. Já Craca não vê com bons olhos a troca de poder em São Paulo. "O Haddad [atual prefeito da cidade] ressignificou São Paulo", disse. "Agora, vamos voltar ao modelo em que a cultura será retirada da mão da população", projetou sobre a próxima administração, de João Dória Jr. (PSDB).

Com o disco recém-lançado fisicamente, Craca e Dani Nega pretendem trabalhar em projetos solo no próximo ano, mas também querem mostrar mais o álbum de estreia. "Craca, Dani Nega e o Dispositivo Tralha" está disponível nas plataformas de streaming e no SoundCloud .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.