Tamanho do texto

O painel dos Youtubers aconteceu no último dia da Comic ConExperience, no domingo (4), em São Paulo e foi um verdadeiro desabafo coletivo

O painel “YouTubers Até Quando?”, que aconteceu durante o último dia da Comic Con Experience 2016, no domingo (5), foi um verdadeiro desabafo coletivo. Pathy dos Reis , Cauê Moura , Gabriel Totoro e Nathalia Arcuri não fugiram das polêmicas ao falar sobre a profissão do momento e desabafaram sobre os rótulos da carreira.

Leia mais: Andréa Nóbrega estreia canal no YouTube

Youtubers falam sobre rótulos e futuro da TV: “Eles estão muito preocupados”
Rafael Belém/iG
Youtubers falam sobre rótulos e futuro da TV: “Eles estão muito preocupados”


“É um rótulo estranho. Qualquer pessoa pode ser um youtuber . Mas é preciso de algo a mais para conseguir se destacar no YouTube”, analisa Totoro, ator do Porta dos Fundos, o maior canal de humor brasileiro na plataforma. “Não me incomodo com esse rótulo. As pessoas costumam falar no pejorativo, mas eu pago todas as minhas contas, trabalho dia e noite. A gente é autônomo, tem que ralar pra caramba. É um trabalho escravo”, declarou Pathy de Jesus, que conta com quase dois milhões de inscritos em seu canal no YouTube.

"Nova geração não está nem aí para a TV"

Ganhando cada vez mais espaço na mídia, os youtubers falaram sobre experiências próprias de tentativas frustradas de produzir conteúdo para a televisão. "A televisão está preocupada em tirar os produtores de conteúdo do YouTube e levar para a TV. Eles já perceberam que a nova geração não está nem aí para eles", provocou Cauê Moura, dono do canal Desce a Letra, com quase cinco milhões de inscritos.

Leia mais: Youtubers são atrações nos fins de semana do festival de humor RISADARIA em SP

O sucesso de audiência de figuras desconhecidas fora da internet vem chamando a atenção das emissoras de TV. Pathy e Cauê revelaram na CCXP que já foram sondados pelo canal Multishow, da rede Globosat, para a produção de um programa. Os projetos, no entanto, não vingaram. "A gente é muito sondado para trabalhar na TV, mas não costuma dar muito certo", declarou Pathy dos Reis.

De acordo com a youtuber, um dos motivos do fracasso da adaptação do conteúdo do YouTube para a TV é a burocracia e a rigidez das emissoras. Ela afirma que os meios de comunicação mais tradicionais prejudicam a espontaneidade de cada canal. “Não deixam eu falar palavrão. Como eu vou ser eu mesma sem falar palavrão, p*?”.

Leia mais: iG sedia final da "Liga dos Youtubers"; saiba quem são os competidores

Sucesso absoluto no Porta dos Fundos, Gabriel Totoro defende que um conteúdo feito para o YouTube dificilmente funcionaria na TV. "Quando você está na televisão já está em outro meio, eles não entendem que não dá para fazer a mesma coisa, não dá para fazer tanta interação”, disse o ator, que já fez participações no “Programa da Sabrina”, da Record TV. Durante o desabafo dos youtubers, Totoro ainda afirmou que não se arrepende de ter trabalhado com Sabrina Sato. “Não tenho vergonha nenhuma do que fiz. Foi importante para saber que não é o que eu quero fazer”.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.