Tamanho do texto

Ross Marquand revelou incrível talento como imitador e entreteve público da feira com ótimas tiradas com as vozes de gente como Al Pacino, Kevin Spacey e Brad Pitt

Um dos painéis mais divertidos e interessantes da CCXP 2016 foi o “Walking Alive in Brazil”, que contou com a presença do ator Ross Marquand , o Aaron de “The Walking Dead”. O personagem, introduzido na quinta temporada do programa, rapidamente se tornou um dos favoritos dos fãs. Esse carinho se deve muito em parte ao fato de Aaron ser gay e trazer para o universo pós-apocaliptíco da série o tema da diversidade sexual. “Poder exercer uma influência positiva é uma das maiores honras da minha vida”, disse Aaron sobre o apoio dos fãs e a repercussão do personagem na comunidade LGBT.

Leia mais:  Negan continuará tocando o terror na 8ª temporada de "The Walking Dead"

Aaron de “The Walking Dead” dá show de carisma em um dos melhores painéis da CCXP
Reinaldo Glioche/iG São Paulo
Aaron de “The Walking Dead” dá show de carisma em um dos melhores painéis da CCXP


Ainda que o tema primário do painel fosse “The “Walking Dead”,  o papo de Ross Marquand com o mediador do painel Marcelo Forlani foi uma boa oportunidade para conhecer Marquand, dono de um senso de humor contagiante e de uma personalidade para lá de cativante. “Por 10 anos eu fui a definição de ator fracasso”, relembrou sobre o longo período que tentou emplacar na carreira de ator em Los Angeles. “A coisa estava tão ruim que eles testavam drogas em ratos e depois em mim”, divertiu o público ao lembrar dos bicos que fazia para se manter no rastro do sonho.

Show de carisma

Quando estava para partir de Los Angeles para Nova York e desistir de vez da atuação, surgiu o teste para “The Walking Dead”. A notícia de que ganhara o papel veio no dia de seu aniversário há dois anos “e mudou minha vida”. Quem passa um tempo com Marquand, como as cerca de três mil pessoas que lotaram o auditório Cinemark, não consegue entender como ele demorou tanto para vingar na carreira. Exímio imitador, Marquand foi desafiado por Forlani a imitar diversas personalidades como Matthew McConaughey, Brad Pitt, Anthony Hopkins, Ewan McGregor, Al Pacino e Marlon Brando.

Leia mais: Atores de "Sense8" discutem cenas de sexo: "Não me incomodam"

O público gostou tanto da brincadeira que Forlani se empolgou e colocou Marquand em maus lençóis. Pediu para fazer as vozes dos Batmans de Michael Keaton, Christian Bale e Bem Affleck. Marquand declinou do último, mas fez brilhantemente dos outros dois para delírio da plateia. Ainda deu uma palhinha de Robert De Niro e Kevin Spacey como Frank Underwood de “House of Cards”.

Leia mais: Universal lança teaser de “Pica-Pau” e atiça fãs com “Velozes e Furioso 8”

Apesar do clima festivo, Marquand também falou sério. Indagado a respeito da presidência Trump, que se avizinha, disse estar esperançoso de que as coisas não sejam tão ruins como as pessoas estão esperando. Nada como viver no mundo de “The Walking Dead” para desenvolver certa perspectiva. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas