Tamanho do texto

Em painel na CCXP, Natalie Dormer falou sobre a morte de sua personagem, Margaery Tyrell, na série: “Sabia que ela morreria, mas não como”

A atriz Natalie Dormer foi a grande estrela do painel de “Game of Thrones” na CCXP 2016 , nesta quinta-feira (1), em São Paulo. Durante o evento, a britânica comentou o destino trágico de sua personagem, Margaery Tyrell , e não escondeu o rancor de Cersei (Lena Headey), que provocou a morte da rainha. “Eu quero que ela sofra. Ela vai ter o que merece”, disse, para delírio do público.

Leia mais:  Vin Diesel sobre novo “xXx”: “Me fez voltar a sorrir”

Natalie Dormer vive a personagem Margaery Tyrell na série
Divulgação
Natalie Dormer vive a personagem Margaery Tyrell na série "Game of Thrones" participou de painel da série

Fã declarada da série, Natalie Dormer contou que entrou na produção após assistir a primeira temporada e fazer testes para a segunda. “Eu era uma espectadora como vocês”, disse para o enorme público no auditório. Conhecendo as engrenagens que fazem a história rodar, ela afirmou que suspeitava que sua personagem não chegaria ao fim da trama. “Eu não achava que ela ficaria até o fim, mas não fazia ideia de como ela morreria”, confessou sobre a rainha, que foi morta no final da sexta temporada.

Leia mais:  Renato Aragão confirma volta dos “Trapalhões”: “Não substituirão os originais”

A atriz Natalie Dormer é alvo de celulares e flashes na CCXP 2016
Reprodução/Twitter
A atriz Natalie Dormer é alvo de celulares e flashes na CCXP 2016

Ela também lembrou de seu momento preferido na série: o casamento roxo, na 4ª temporada, que resultou na morte de Joffrey Baratheon (Jack Gleeson). “Foi uma cena ótima porque quase todo mundo do elenco estava no set. E a gente ainda se livrou daquele homem terrível”, afirmou, referindo-se ao rei.

Mesmo com o fim trágico de sua personagem, a atriz conta que a experiência em “GoT” foi uma das melhores de sua vida. “A série é um fenômeno no sentido literal da palavra. É uma família e todo mundo é ótimo no que faz”, disse. Para ela, a produção mudou para sempre a TV. “Daqui a 20 ou 30 anos, as pessoas vão olhar para trás e ver a importância de ‘Game of Thrones’”, previu.

Diversidade na ficção

A britânica, que também participou da saga “Jogos Vorazes”, exaltou o momento que as mulheres vivem na cultura pop. “A mudança está acontecendo. Hollywood percebeu que as histórias protagonizadas por mulheres geram tanto lucro quanto aquelas protagonizadas por homens”, comemorou.

Natalie Dormer no estande da HBO minutos antes de falar no aguardado painel da CCXP 2016
Reprodução/Twitter
Natalie Dormer no estande da HBO minutos antes de falar no aguardado painel da CCXP 2016

Dormer ainda aproveitou para falar sobre o atual momento político do mundo. “Vivemos numa época muito difícil. Como britânica, fiquei chocada com o Brexit. Também tivemos a eleição do Donald Trump nos Estados Unidos”, disse. “Agora é hora de se fazer ainda mais arte. Não há lugar melhor para combater o preconceito do que na ficção”, incentivou a atriz.

Pela primeira vez no Brasil, ela se surpreendeu com o carinho dos fãs. “Eu não fazia ideia de que tinha tantos fãs aqui. Vocês são incríveis”, disse a atriz, que passou o dia tirando fotos com admiradores na feira.

Leia mais:  Já superamos os eventos dos EUA em vários aspectos, diz sócio-fundador da CCXP

Além de Natalie Dormer, o painel de “Game of Thrones” na CCXP 2016 também teve a presença de Will Simpson, responsável pelo storyboard da série, e de Sven Martin, que explicou os efeitos visuais por trás da criação dos dragões na trama.

    Leia tudo sobre: Game of Thrones
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas