Tamanho do texto

Co-fundador da trupe britânica revelou em entrevista que foi diagnosticado com uma variação de demência e enfrenta dificuldades na fala

O ator galês Terry Jones, co-fundador do grupo de humor britânico Monty Python , revelou nesta sexta-feira (23) que foi diagnosticado com afasia progressiva primária, uma variação de demência frontotemporal que dificulta sua fala.

Leia mais:  "Estou muito triste", diz Brad Pitt sobre separação de Angelina Jolie

Terry Jones, co-fundador do grupo britânico Monty Python, foi diagnosticado com demência
Divulgação
Terry Jones, co-fundador do grupo britânico Monty Python, foi diagnosticado com demência

Famoso por filmes do Monty Python , Jones, que completou 74 anos em fevereiro, confirmou a doença dias antes de ser homenageado pelo Bafta do País de Gales, no dia 2 de outubro. Na premiação, ele receberá um troféu por sua contribuição ao cinema e à televisão. Por causa da condição, o galês não concederá mais entrevistas.

Ao lado de Terry Gilliam, Terry Jones dirigiu um dos filmes mais conhecidos da trupe britânica, "Monty Python e o Cálice Sagrado", de 1974. Depois, ele assinou mais dois longas: "A Vida de Brian", em 1979, e "O Sentido da Vida", em 1983. Ele ainda fez o roteiro inicial para "Labirinto - A Magia do Tempo", de 1986, filme estrelado por David Bowie.

Leia mais: Morre aos 71 anos o diretor Curtis Hanson, de "8 Mile – Rua das Ilusões"

Entenda a afasia progressiva primária

Conhecida como APP, a afasia progressiva primária é uma doença que afeta principalmente a fala. O condição faz com que o paciente esqueça palavras e nomes de pessoas e lugares. A medida que a doença avança, outras habilidades são afetadas, como a compreensão de linguagem, pronúncia de palavras e a capacidade de formar frases corretas. Em casos mais extremos, o paciente pode ficar mudo.

Leia mais: Gal Costa fala sobre sample de DJ americano e explica aproximação aos jovens

A doença ainda não tem tratamento com medicamentos, mas processos específicos podem ajudar a diminuir os danos isolados causados pela APP. O mais conhecido até agora é o de reabilitaçõa fonoaudiológica, que ajuda o paciente a recuperar parte da habilidade de fala.

Apesar da condição, Terry Jones não deixou de trabalhar nos últimos anos. O ator participou da reunião do Monty Python em 2014 e dirigiu o filme "Absolutely Anything", estrelado por Simon Pegg. Fora do grupo, ele também assinou a comédia "Erik the Viking", de 1989, e "O Vento nos Salgueiros", de 1996, longa inspirado em uma clássica história infantil britânica.