Tamanho do texto

De volta à música em fase "amadurecida", Felipe Dylon comemora: "As pessoas ainda se identificam bastante com o meu perfil", diz cantor ao iG

Os anos 2000 não seriam os mesmos sem a voz de Felipe Dylon, eternamente lembrado em nossos corações como dono dos hits "Musa do Verão" e "Deixa Disso". Hoje à beira dos 30 anos, o cantor decide dar mais uma chance ao seu talento e investe novamente na carreira depois de ficar 10 anos afastado dos estúdios.

Gafe! Dylon se confunde e estraga jogo do "Domingão do Faustão

Felipe Dylon
Reprodução/Instagram
Felipe Dylon


 Em um bate-papo com o iG , Felipe Dylon  falou sobre sua dedicação aos novos projetos musicais e comemorou o seu retorno à música após o lançamento do clipe "Ligação Astral", sua mais nova aposta. "Meu novo trabalho ficou muito bom. A gente queria ter um som um pouco mais dançante no nosso repertório e surgiu a ideia de produzir a 'Ligação Astral'. Essa música é uma versão do Nelson Freitas [cantor cabo-verdiano]. Ele queria bastante que a gente gravasse essa música, então fizemos uma versão nossa. Acho que ficou bem legal", comemora.

O clipe foi gravado nas praias de Grumari e Prainha, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, e foi dirigido por Ernesto Piccolo e o cineasta Gabriel Alho. Nele, o cantor, casado com a atriz Aparecida Petrowky , protagozina cenas quentes com a atriz Amanda Wikhel. "Ela [Aparecida] apoia totalmente o meu retorno, me dá uma força incrível. Graças a Deus temos uma boa relação", revela o cantor.


 De volta a ativa

Desde que anunciou a retomada da carreira, Dylon vê se sua agenda de shows e compromissos se multiplicar cada vez mais. Mesmo longe dos palcos, o cantor conta que nunca se sentiu esquecido pelos fãs: "A relação com o público continua muito boa. Desde que eu voltei para a estrada, fui bastante aclamado por eles. Isso me deixa muito feliz e confiante para seguir nessa nova fase. É o reconhecimento do meu trabalho e da minha dedicação". 

Dylon desmente trabalho como corretor: “As pessoas confundiram”

Apesar de se dedicar a um novo projeto musical, o cantor afirma que não consegue ignorar os clássicos "Musa do Verão" e "Deixa Disso". "Tocamos os grandes clássicos nos shows, não podemos deixá-los de fora, até porque os fãs sempre pedem", comenta. Segundo o galã, o retorno aos palcos aconteceu no momento certo: "É a chance de conseguir uma carreira um pouco mais estabilizada. Eu passei um tempo compondo e escrevendo canções, achava que precisava de uma música nova para voltar ao mercado com o melhor proveito possível. A hora é essa, não tem erro", garante. 


Nostalgia

Sucesso nos anos 2000, Felipe Dylon tinha apenas 16 anos quando estourou no Brasil inteiro com "Musa do Verão". Apesar da pouca idade, o cantor afirma que soube como lidar com a fama repentia: "Eu lidei [com a carreira] de uma forma bem legal. A minha música, as oportunidades que tive de viver, as viagens que fiz ao exterior... Tudo isso abriu a possibilidade para eu me manter. Tive muita sorte de ter duas músicas que tocaram para caramba no país inteiro e elas foram bem aproveitadas".

Aparecida Petrowky fica loira para se casar com Dylon

Na nova fase, Felipe Dylon acredita que o segredo do sucesso está em seu amadurecimento. "Eu acho que toda essa questão do amadurecimento que você tem quando é um artista que começa jovem é natural. A maturidade vem com o trabalho. Eu estou me sentindo muito realizado com tudo isso que esta acontecendo hoje. Estou mais maduro, mas as pessoas ainda se identificam bastante com o meu perfil", comemora.