Tamanho do texto

Após se desvencilhar de "Breaking Bad", ator conseguiu brilhar por conta própria em "Better Call Saul", garantindo uma evolução do personagem

Falta apenas um dia para o Emmy 2016! Chegou a hora de fazer apostas e aguardar apreensivamente a revelação, neste domingo (18), de quem foram aqueles que se destacaram na programação televisiva norte-americana. A disputa entre os atores em suas categorias está tão acirrada quanto a briga das atrizes , mas sempre podemos tentar prever o que pode rolar. Quem não acredita na vitória de Bob Odenkirk no prêmio de Melhor Ator em Série Dramática?

Bob Odenkirk é um forte candidato a levar o prêmio de melhor ator em série dramática por
Divulgação
Bob Odenkirk é um forte candidato a levar o prêmio de melhor ator em série dramática por "Better Call Saul"

Atualmente, Bob Odenkirk está no ar com "Better Call Saul". A série é exibida pela AMC em parceria com a Netflix e se originou de "Breaking Bad", que é um ícone da televisão dos Estados Unidos e um sucesso mundialmente. Isso significa que, por mais que Odenkirk não tenha sido indicado ao prêmio pela série que criou o personagem Saul Goodman interpretado pelo ator, ele já carrega uma bagagem de anos de evolução e aperfeiçoamento no papel. Apesar de já ser querido pelo público desde "Breaking Bad", foi com "Better Call Saul" que o personagem encontrou sua autonomia e cresceu admiravelmente.

+ “Better Call Saul” supera sombra de “Breaking Bad” e caminha para consagração

Por mais que contemos uma certa vantagem para o trabalho impressionante de Odenkirk neste aspecto, não podemos subestimar a concorrência que está fortíssima este ano sem os arrebatadores dos anos anteriores ("Mad Men" e "Breaking Bad" são exemplos). Uma das surpresas deste ano é a indicação de Rami Malek , que estrela "Mr. Robot" como Elliot Alderson e não decepciona em nenhum momento na série novata, mas já um sucesso da emissora USA Network. Matthew Rhys também concorre pela primeira vez na premiação por viver Philip Jennings em "The Americans".

Também temos outros atores que já são veteranos das preamiações, como Kyle Chandler , que concorre por "Bloodline" pelo segundo ano, mas já ganhou um Emmy por "Friday Night Lights" em 2011;  Liev Schreiber , competindo pelo terceiro ano consecutivo com "Ray Donovan" e Kevin Spacey que, além de ser uma lenda do cinema, está na disputa pelo Emmy desde 2013 com "House of Cards".

+ "Game of Thrones" se tornou o drama mais premiado da história no Creative Emmys

Em Melhor Ator Coadjuvante em Série Dramática, "Better Call Saul" pode dar uma boa briga com "Game of Thrones". Peter Dinklage está na categoria desde 2011 e já venceu duas vezes, incluindo ano passado, por viver Tyrion Lannister. O drama da HBO também pode levar a categoria com Kit Harington , o queridinho Jon Snow, que concorre ao Emmy pela primeira vez neste ano. Já "Better Call Saul" traz Jonathan Banks no papel de Mike Ehrmantraut, que também é herança de "Breaking Bad" e já concorreu em 2013 pelo papel.

Melhor Ator em Série Cômica

Aziz Ansari é uma grande aposta do Emmy com
Reprodução
Aziz Ansari é uma grande aposta do Emmy com "Master of None"

Este ano, Aziz Ansari foi uma ótima surpresa com "Master of None". A comédia da Netflix foi criada e dirigida por ele, que concorre em quatro categorias do Emmy com seu novo sucesso. Thomas Middleditch também é um novato, concorrendo pela primeira vez por viver Richard Hendricks em "Sillicon Valley". Em compensação, temos William H. Macy , que já é veterano da premiação e aparece por diversos trabalhos diferentes desde 1997. Este ano, ele está na disputa com o papel de Frank Gallagher em "Shameless". Mas a ameaça real é Jeffrey Tambor , que é o melhor ator de comédia do momento, já que foi premiado na categoria ano passado por "Transparent".

+ Dez indicados que podem nos surpreender no Emmy 2016

O melhor ator coadjuvante de comédia também continua na disputa na segunda categoria. Tony Hale levou o prêmio no ano passado por "Veep", e enfrenta neste ano seu colega de elenco Matt Walsh , além do queridíssimo Tituss Burgess de "Unbreakable Kimmy Schmidt". Ty Burrell também é um forte competidor, na disputa desde 2010 pelo papel de Phil Dunphy em "Modern Family", e premiado em 2011 e 2014.

Minissérie ou filme feito para a TV

Divulgação
"The People v. O.J. Simpson: American Crime Story" tem cinco atores concorrendo nas categorias de minissérie ou filme para TV

Em 2016, a categoria está uma verdadeira briga de titãs. Temos de volta Bryan Cranston , agora com o filme "All the Way" após anos na premiação por viver Walter White em "Breaking Bad", que lhe rendeu cinco Emmys. Idris Elba também está de volta à competição com "Luthor", após ficar de fora em 2015, com o papel de Detetive John Luthor.

Temos Benedict Cumberbatch , vencedor de 2014 por viver o protagonista em "Sherlock", da BBC, concorrendo mais uma vez pela série, dessa vez com o episódio especial "The Abominable Bride". "The Night Manager" proporcionou a estreia de Tom Hiddleston na premiação, assim como o retorno de Hugh Laurie , o amado doutor excêntrico de "House", que agora disputa o prêmio de melhor ator coadjuvante em minissérie ou filme feito para a TV por viver Richard Roper.

"The People v. O.J. Simpson: American Crime Story" tem dois atores concorrendo  pela primeira vez no Emmy na categoria de melhor ator:  Courtney B. VanceCuba Gooding Jr. , novato do Emmy, mas portador de um Oscar. Além disso, traz mais três na categoria de melhor ator coadjuvante, sendo eles  Sterling K. Brown , John Travolta e David Schwimmer , que volta à competição 11 anos depois de ter sido indicado por "Friends".

Apostas do iG Gente:

A disputa entre os atores promete ser acirrada, mas a equipe do iG Gente tem os seus palpites para domingo: Bob Odenkirk, por "Better Call Saul", Peter Dinklage, por "Game of Thrones", Aziz Ansari, por "Master of None", Tituss Burgess, por "Unbreakable Kimmy Schmidt", e Courtney B. Vance, por "The People v. O.J. Simpson: American Crime Story".