Tamanho do texto

Jared Leto tem uma carreira de sucesso não só nas telas do cinema, mas também na música. Lembre alguns trabalhos dele que valem a pena

Jared Leto é sucesso dos cinemas e do meio musical
Reprodução/Facebook
Jared Leto é sucesso dos cinemas e do meio musical

A divulgação de "Esquadrão Suicida" , novo filme baseado nas HQs da DC Comics, está tão pesada que provavelmente boa parte do público já tem a impressão de ter visto um longa-metragem de três horas só com o material que temos na internet até o momento.

E, sem dúvidas, em toda essa propaganda exagerada, o que pode ter sido mais desgastante são os holofotes voltados para Jared Leto desde o começo. O ator viverá o vilão mais popular das histórias de super-heróis, o Coringa. O tempo prova que desde "O Cavaleiro das Trevas" a mídia em cima do personagem tem sido algo exaustivo , e dessa vez não é diferente.

No entanto, é importante reconhecer um talento. Jared Leto está atuando desde o início dos anos 90, ao mesmo tempo em que mantém uma banda de rock muito bem sucedida chamada "30 Seconds to Mars", responsável por sucessos como "The Kill", "A Beautiful Lie", "Closer to the Edge", entre outros. Ainda assim, protagonizou trabalhos incríveis nas telonas que merecem ser relembrados por muitos anos. Confira cinco filmes essenciais do ator na fase pré-Coringa.

Réquiem para um Sonho
Reprodução
Réquiem para um Sonho

Réquiem para um Sonho (2000)

Quatro pessoas vivendo na cidade de Coney Island ligadas de alguma forma aliviam as frustrações de suas vidas com algum tipo de droga, sejam elas lícitas ou ilícitas. Mas, em algum momento, o vício acaba se tornando insustentável. Inicialmente, o filme teve classificação indicativa de 17 anos, mas acabou subindo para 18. Ou seja: não é muito recomendável manter crianças no ambiente. Também não é recomendável se você não gosta de filmes com imagens fortes e que causem um certo desgaste emocional.

O Senhor das Armas (2005)

Neste filme o protagonista é Nicolas Cage , que vive o papel de um traficante de armas que viaja por diversos locais para fazer seus negócios. Leto vive o irmão de Cage, que acaba sendo levado para os esquemas ilegais e as coisas se complicam quando eles começam a ser perseguidos pela Interpol.

Sr. Ninguém (2009)

Sr. Ninguém
Reprodução
Sr. Ninguém

Em um estilo futurista utópico, Jared Leto vive Nemo Nobody, um homem de 118 anos, em 2098, que começa a relembrar sua vida e suas experiências e a se questionar se viveu tudo da forma como gostaria de ter vivido. Também conta com as presenças femininas fortes de Sarah Polley e Diane Kruger ("Bastardos Inglórios").

Artifact (2012)

No formato de documentário, o próprio Leto produziu, dirigiu e protagonizou o longa que mostra as dificuldades de crescer na indústria musical moderna a partir do ponto de vista de sua banda, "30 Seconds to Mars". É interessante acompanhar os artistas sendo eles mesmos , sem atuações, e o longa conta com diversas entrevistas e relatos, sendo muito elogiado no meio.

Clube de Compras Dallas (2013)

Seu papel como Rayon rendeu ao ator o seu primeiro Oscar , na categoria de melhor ator coadjuvante. O filme conta a história de um homem heterossexual que foi diagnosticado com HIV e teve que lidar com os preconceitos da época, tanto externos quanto dele mesmo. Em sua jornada, ele conhece Rayon, uma travesti que também sofre com a doença e o faz enxergar as coisas a partir de uma nova perspectiva. Matthew McConaughey também venceu o Oscar daquele ano, na categoria de melhor ator.

Reprodução
"Clube de Compras Dallas"