Tamanho do texto

O vilão mais popular dos quadrinhos da DC Comics será interpretado por Jared Leto e trouxe de volta a lenda da maldição do Coringa

Com o lançamento da animação de "A Piada Mortal" e quase às vésperas da estreia de "Esquadrão Suicida" , Coringa voltou ao auge - se é que algum dia ele saiu de lá. O vilão que amamos odiar dessa vez será interpretado por Jared Leto no novo filme da Warner com a DC. Em algumas ocasiões, o ator declarou que estava vivendo na pele do personagem 24 horas por dia. Uma notícia de que um psicólogo teria sido chamado para monitorar a saúde mental do elenco do filme chegou a rolar. O que traz de volta um mistério antigo: a maldição do Coringa.

Jared Leto encarnou Coringa e pregou peças nos colegas de elenco de
Divulgação
Jared Leto encarnou Coringa e pregou peças nos colegas de elenco de "Esquadrão Suicida"

A história afirma que todos os atores que vivem na pele do personagem nos cinemas acabam enlouquecendo, mesmo que por um período de tempo. O primeiro a interpretar o Coringa em um live action foi Cesar Romero , nos anos 60, em uma série de TV chamada "Batman". O ator foi o Coringa mais rejeitado pelo público dos quadrinhos, afirmando que ele não tinha a essência homicida do personagem e apenas transformou o vilão em um palhaço. O ator chegou a declarar que havia uma dissociação entre ele e o personagem que ele não conseguia transpassar nem captar, que acabou o deixando confuso, inseguro e com severas dores de cabeça.

Mais de vinte anos depois, em 1989, Jack Nicholson ("O Iluminado", "Chinatown") viveu o personagem no filme dirigido por Tim Burton , também chamado "Batman". A princípio, o ator adorou a liberdade criativa do papel e também estava vivendo na pele do vilão 24 horas por dia, tanto que, quando o filme saiu, foi elogiado pelos fãs por equilibrar as características psicopatas e humorísticas do personagem. Mas o papel começou a interferir na sua vida pessoal, social e profissional. Se queixava de insônias e enxaquecas que só passaram quando terminaram as gravações.

Heath Ledger viveu o Coringa no filme aclamado
Reprodução
Heath Ledger viveu o Coringa no filme aclamado "Batman: O Cavaleiro das Trevas", de Christopher Nolan

Então veio o caso mais pesado de todos. Heath Ledger ("10 Coisas que Eu Odeio em Você", "O Segredo de Brokeback Mountain") interpretou o Coringa mais popular dos cinemas até o momento, no filme "Batman: O Cavaleiro das Trevas", dirigido por Christopher Nolan . Quando o papel foi oferecido a Ledger, ele chegou a desdenhar do personagem. Na mesma época, o ator estava passando por problemas pessoais e familiares, o que certamente intensificou os problemas que a vivência como Coringa já haviam apresentado antes: insônia, ansiedade, enxaquecas e depressão. Um documentário sobre o ator chegou a conseguir acesso a diários que mostravam como ele havia sido afetado pelo personagem, vivendo nele 24 horas por dia . Ledger morreu de uma overdose acidental de remédios prescritos, segundo médicos, logo após o fim das gravações do filme, deixando inacabado o seu trabalho em "O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus". Jack Nicholson ao saber que Ledger havia morrido disse: "Bem, eu o avisei!". O ator recebeu um Oscar póstumo de melhor ator principal por sua atuação como Coringa.

Até mesmo  Mark Hammil , conhecido por interpretar Luke Skywalker nos filmes da saga "Star Wars" e que vem dublando Coringa pelos últimos 20 anos em uma série de animações, chegou a se queixar do papel. Mesmo sem dar vida diretamente ao personagem, Hammil já se referiu a Coringa em diversas ocasiões como "um animal" e também descreveu crises de ansiedade e insônia. O que será de Jared Leto após a estreia do longa ? Será que é tudo uma jogada de marketing para atrair mais audiência para o filme?