Tamanho do texto

A ansiedade de acompanhar a série faz com que a criatividade dos fãs siga rumos que nem George R. R. Martin imaginaria

Desde o início de " Game of Thrones ", o sucesso e a base de fãs da série se consolidou de forma incrivelmente rápida. Com transmissão simultânea pela HBO Brasil, os domingos à noite durante a temporada de GoT viram um evento na internet com os comentários, os spoilers e até mesmo as críticas àqueles que comentam e dão spoilers.

Tyrion é o protagonista de uma das teorias mais populares e inusitadas da série
Divulgação
Tyrion é o protagonista de uma das teorias mais populares e inusitadas da série


Sendo assim, é claro que uma temporada de 10 episódios a cada ano não seria o suficiente para satisfazer a curiosidade dos seguidores da obra de George R. R. Martin , que promete o "Winds of Winter", sequência literária de "As Crônicas de Gelo e Fogo", desde 2011, quando publicou "Dança dos Dragões".

Muitas teorias começaram a surgir e ganhar força - algumas incríveis, outras esdrúxulas - e uma das maiores felicidades dos fãs de " Game of Thrones " nesta 6ª temporada, que acabou em junho (26) , foi todo o "fan service" oferecido (fazer a vontade dos fãs). Com isso, a teoria mais popular de todas foi confirmada.

R + L = J

Jon Snow é apresentado desde o início da série como o bastardo misterioso de Ned Stark, com todos sempre falando o quanto era estranho que um homem de caráter tão íntegro tivesse sido capaz de gerar um filho fora do casamento. Além disso, o nome da mãe de Jon nunca foi mencionado. Logo, sendo ele o nosso personagem sofrido favorito, as teorias já começaram a girar em torno do personagem.

Elenco principal de
Divulgação
Elenco principal de "Game of Thrones" receberá aumento considerável na próxima temporada

No último episódio da 6ª temporada tivemos a confirmação de que estávamos certos! A teoria afirma que Jon Snow é filho da irmã de Ned, Lyanna Stark, com Rhaegar Targaryen, o filho do Rei Louco e irmão de Daenerys.

A história conta que Rhaegar raptou Lyanna, o que desencadeou a rebelião que Ned e Robert Baratheon lideraram. Lyanna morreu devido a complicações no parto de Jon Snow e pediu para que Ned o protegesse de Robert e dos Lannister, e foi aí que Ned fingiu a paternidade.

Os Stark representam os Novos Deuses

O Deus de Sete Faces, também conhecido como Os Sete ou Novos Deuses, é a religião mais popular em Westeros. Os fãs acreditam que a representatividade dos Stark na série é de uma face para cada Stark. Ned seria o Pai, representando justiça com todo seu senso de moral. Catelyn é a Mãe, que representa fertilidade, o nascimento e compaixão. Essas são as conexões mais óbvias.

Robb é o Guerreiro, representando a força e a coragem na batalha. A falha está no modo como ele é morto: não em batalha, mas por ter invalidado uma aliança de guerra por amor.

Sansa é a Dama, com toda a inocência (no começo da série) e beleza. Arya é a Estranha, que é o Deus dos excluídos, representa a morte e o desconhecido - o que faz todo sentido quando analisamos os caminhos de Arya, sem saber o que vai acontecer, mas completamente guiada pela vingança.

Bran é o Ancião, representando a sabedoria, o que pode ser uma referência à sua visão verde. Já Rickon é o Ferreiro, que representa a criação e o artesanato. Os defensores dessa teoria acreditavam que Rickon cresceria e reconstruiria Winterfell, o que não pode mais se tornar verdade com os rumos da última temporada.

Tyrion é a terceira cabeça do dragão

O símbolo da casa Targaryen é um dragão de três cabeças, o que simboliza as três pessoas que irão montar dragões e realizar grandes coisas nos sete reinos. As três cabeças seriam Daenerys, Jon Snow e Tyrion. Até aí tudo bem.

A teoria das três cabeças do dragão ganhou o impulso que os fãs precisavam na 6ª temporada da série
Divulgação
A teoria das três cabeças do dragão ganhou o impulso que os fãs precisavam na 6ª temporada da série

Mas existe a possibilidade de que, para ser uma das cabeças do dragão, a pessoa precisa ser um Targaryen, o que torna a coisa mais complicada. Jon Snow a gente já sabe que é filho de Rhaegar. Mas o Tyrion?

Essa é uma teoria que ganhou fundamento com um capítulo de Daenerys em "A Dança dos Dragões", onde Sor Barristan conta para a aspirante a rainha o passado amoroso de seus pais:

"– O príncipe Aerys… quando era jovem, foi apaixonado por uma certa dama do Rochedo de Casterly, uma prima de Tywin Lannister. Quando ela e Tywin se casaram, seu pai bebeu muito vinho na festa e ouvia-o dizer que era uma grande lástima que o direito do senhor a primeira noite havia sido abolido. Uma piada de bêbados, nada mais do que isso, mas Tywin Lannister não é um homem que ouvida essas palavras, ou as… as liberdades que vosso pai tomou no ritual de núpcias… –Seu rosto enrijeceu. –Ele falou demais, Minha Senhora.

Sor Barristan continuou. –Também vi o casamento entre vosso pai e vossa mãe. Peço que a senhora me perdoe, mas ali não havia carinho, e o reino pagou caro, minha rainha."

Na passagem, o cavaleiro se refere claramente à Joanna Lannister, prima e esposa de Tywin, a mãe de Tyrion. A teoria é de que o rei e Joanna teriam tido um envolvimento por muitos anos, até sua morte - não se sabe se consentido ou não - e que Tyrion é fruto desse envolvimento. Há outra passagem em que Tywin diz a Tyrion: "As leis dos homens te dão o direito de usar meu nome e vestir minhas cores, já que não posso provar que você não é meu”.

Isso explicaria muitos aspectos da história de Tyrion: seu fascínio por dragões, sua heterocromia (característica que aparece apenas nos livros), o ódio imensurável de Tywin pelo filho e o ponto inicial onde tudo começou a dar errado entre Tywin e Aerys.

    Leia tudo sobre: Game of Thrones