Tamanho do texto

Filmes apresentados tiveram temas sobre defesa e preservação ambiental e humana; brasileiro ganhou melhor longa

Foi realizada na última quarta-feira (29) a cerimônia de premiação dos melhores filmes da Competição Latino-Americana e do concurso Curta Ecofalante desta 5ª edição da Mostra. "Jaci: Sete Pecados de uma Obra Amazônica" (Brasil, 2014), de Caio Cavechini e Carlos Juliano Barros, foi o grande vencedor da noite, escolhido como o melhor longa pelo júri.

Cena do filme
Divulgação
Cena do filme "Ninguém Nasce Sabendo", um dos destaques da 5ª Mostra Ecofalante


O filme aborda uma região de extraordinária biodiversidade e de extraordinárias civilizações com suas culturas e crenças, que se vê subitamente diante de uma obra monumental. Já o escolhido do público foi o filme "Sunú" (México, 2015), de Teresa Camou , que retrata diferentes histórias sobre os produtores mexicanos de milho.

Entre os curtas, o escolhido do júri para melhor filme foi “Feito Torto pra Ficar Direito” (Brasil, 2015), de Bhig Villas Bôas . Do público, o ganhador “O Homem do Saco” (Brasil, 2015) de Carol Wachockier , Felipe Kfouri e Rafael Halpern .

Leia mais: Gratuita, mostra de cinema em SP lança olhar sobre temas ambientais

No Concurso Curta Ecofalante, o escolhido do júri foi "Verde Chorume", de Roberta Bonoldi , da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP). O curta apresenta um ritmo dinâmico, que remete aos filmes-sinfonia da década de 1920, os quais o personagem é urbano.

Confira abaixo todos os ganhadores da 5ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental:

Competição Latino-Americana
Júri

Melhor Longa: Jaci - Sete Pecados de uma Obra Amazônica (Brasil, 2014, 102’ | Direção: Caio Cavechini e Carlos Juliano Barros)

Menção Honrosa, longa: Dauna: O Que o Rio Leva (Venezuela, 2015, 80’ | Direção: Mario Crespo)

Melhor Curta: Feito Torto Para Ficar Direito (Brasil, 2015, 53’ | Direção: Bhig Villas Bôas)

Menção Honrosa, curtas: Ameaçados (Brasil, 2014, 22’ | Direção: Julia Mariano) e Sucata (Uruguai, 2015, 5’ | Direção: Walter Tournier)

Público
Melhor Longa: Sunú (México, 2015, 80’ | Direção: Teresa Camou)

Melhor Curta: O Homem do Saco (Brasil, 2015, 58’ | Direção: Carol Wachockier, Felipe Kfouri e Rafael Halpern)


Concurso Curta Ecofalante
Júri

Melhor filme: Verde Chorume (Brasil, 2015, 12’ | Direção: Roberta Bonoldi)

Menção honrosa: Travessia, muita vida após a Balsa (Brasil, 2015, 14’ | Direção: Ana Paula Moreira)

Público
Melhor filme: Travessia, muita vida após a Balsa (Brasil, 2015, 14’ | Direção: Ana Paula Moreira)