Tamanho do texto

Mulheres também ganharam mais espaço, após polêmica no último Oscar; Anna Muylaert e mais brasileiros entraram

Depois de repercussão negativa pela f alta de diversidade na última edição do Oscar , a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas divulgou nesta quarta-feira (29) a lista com os convidados para ingressar a instituição  em 2016. No total, são 683 novos integrantes e, dentre eles, há os brasileiros Anna Muylaert  ("Que Horas Ela Volta?") e Alê Abreu ("O Menino e o Mundo"), além dos atores negros  John Boyega ("Star Wars – O Despertar da Força") e Michael B. Jordan ("Creed – Nascido para Lutar").

John Boyega, ator do novo
Divulgação
John Boyega, ator do novo "Star Wars", entrou para Academia


No site oficial, um infográfico ressalta que, dentre os novos membros, 46% são mulheres e 41% são negros.  Mahershala Ali ("House of Cards"), Chadwick Boseman ("Capitão América: Guerra Civil"), Idris Elba ("Luther"), Carmen Ejogo ("Selma"), Freida Pinto ("Quem Quer Ser um Milionário"), Damon Wayans Jr. ("New Girl") e Marlon Wayans ("As Branquelas") estão entre as novas adições.

Na lista de brasileiros, além da diretora e do animador, foram incluídos na Academia  Lula Carvalho (diretor de fotografia), Pedro Kos (montador), Affonso Gonçalves (montador), Antonio Pinto (compositor), Marcelo Zarvos (compositor), Rodrigo Teixeira (produtor), Renato Dos Anjos (animador) e Vera Blasi (roteirista). Confira a lista completa .

Leia mais: Desde começo do século, quase 30 atores negros foram indicados ao Oscar

Com o anúncio dos indicados ao Oscar 2016 e a constatação de que todos os indicados às categorias de melhor ator e ator coadjuvante, melhor atriz e atriz coadjuvante eram brancos, a hashtag #OscarSoWhite foi usada para comentar a falta de negros na maior premiação de cinema. O debate continuou inclusive na premiação, já que Chris Rock , comediante negro, não deixou de alfinetar a Academia com piadas ácidas sobre o assunto.

A próxima edição do Oscar acontece no dia 26 de fevereiro de 2017.