Tamanho do texto

Jessica Lange ganhou seu primeiro troféu como a viciada em morfina Mary Tyrone, de "Long Day's Journey Into Night"

O fenômeno da cultura pop "Hamilton", inspirado em um dos fundadores dos Estados Unidos, Alexander Hamilton , dominou a premiação Tony no domingo (12), ganhando 11 dos principais prêmios da Broadway, incluindo nas categorias melhor musical, melhor ator, melhor direção, melhor trilha sonora e melhor libreto para o criador Lin-Manuel Miranda .

Anfitrião James Corden durante o Tony Awards, em Nova York
Reuters/Lucas Jackson
Anfitrião James Corden durante o Tony Awards, em Nova York


O musical, que conta a história de Hamilton com uma trilha sonora de hip-hop, rap, R&B, baladas e danças tradicionais da Broadway, também ganhou premiações por atuações e diversos prêmios técnicos.

Um tom sóbrio foi colocado sobre as festividades após um ataque a tiros em uma boate gay em Orlando  que deixou ao menos 50 mortos. Diversos discursantes falaram sobre a tragédia.

Jessica Lange , que ganhou seu primeiro Tony como a viciada em morfina Mary Tyrone, de "Long Day's Journey Into Night", disse que a honra lhe "enche de felicidade, mesmo em um dia triste como este".

O anfitrião James Corden iniciou o show com um discurso em honra às vítimas e pessoas afetadas: "Sua tragédia é nossa tragédia... o ódio nunca irá vencer".

"O show de hoje se mantém como símbolo e celebração deste princípio", acrescentou.

Frank Langella, que venceu seu quarto Tony de melhor ator em uma peça sobre um patriarca que sofre de Alzheimer, em "The Father", disse que a comunidade teatral oferece apoio.

"Peço a vocês, Orlando, que sejam fortes", disse Langella.