Tamanho do texto

Fotógrafa do Brooklyn Nona Faustine produziu a série "White Shoes" em locais históricos por violência escravagista

Fotógrafa e artista visual graduada, Nona Faustine vem sendo reconhecida mundialmente por um trabalho inovador que lançou por conta própria. Ela produziu um ensaio de autorretratos em locais que foram palco de violência escravagista mais de dois séculos atrás.

+ Maju é alvo de racismo e Bonner diz: "No JN, o tempo é sempre bom com você"

Da série
Nona Faustine
Da série "White Shoes", Faustine na Lefferts House, que foi propriedade de uma das maiores famílias escravagistas do Brooklyn

A série se chama "White Shoes" e, em seu site oficial, ela explica que seu trabalho "fica na linha entre o passado e o presente".

+ Nayara Justino desabafa sobre época de Globeleza: "Me senti usada"

"Através do álbum de família [outra série criada por Faustine] e dos autorretratos, eu exploro problemas sobre o corpo negro dentro da fotografia e da história. O legado herdado de trauma."

Faustine nasceu e cresceu no Brooklyn, bairro de Nova York. É formada na Universidade de Artes Visuais e na Faculdade Internacional de Fotografia, da turma de 2013. Todos os seus trabalhos são focados em história, identidade, representação e o significado de ser mulher no século XXI.

Confira na galeria os autorretratos de Faustine: