Tamanho do texto

Nascido nas proximidades de Florença, ele tinha 92 anos de idade e sofreu um ataque cardíaco fulminante

Giorgio Albertazzi morreu aos 92 anos
Divulgação
Giorgio Albertazzi morreu aos 92 anos


O ator e diretor Giorgio Albertazzi, considerado um dos maiores nomes do cinema e do teatro italiano, faleceu na manhã deste sábado, dia 28, em decorrência de um ataque cardíaco. Segundo um comunicado da família, o artistas faleceu em casa, cercado de parentes.

O presidente da Itália, Sergio Mattarella, lamentou a perda.

"Com Giorgio Albertazzi morre um dos maiores intérpretes do teatro e do cinema italiano contemporâneo", disse , acrescentando que "as suas interpretações dos grandes clássicos são marcos na história do espetáculo". "Albertazzi, que dedicou ao teatro toda a sua existência, é uma referência e um mestre para gerações de atores e diretores".
Para o premier Matteo Renzi, Albertazzi foi "uma das grandes personalidades da nossa cultura". "Perdemos um grande italiano", concluiu.

Albertazzi, que tinha 92 anos, nasceu em 20 de agosto de 1923 em Fiesole, nas proximidades de Florença.

Formado em arquitetura, ele estreou nos teatros italianos em 1949 interpretando "Troilo e Créssida", de William Shakespeare, sob a direção de Luchino Visconti. O elenco também contava com outra lenda dos cinemas italianos, Marcello Mastroianni.

Entre suas interpretações mais marcantes nos palcos está o imperador que dá nome à peça "Memórias de Adriano", baseada no livro homônimo da escritora francesa Marguerite Yourcenar. No cinema, ficou conhecido por participações nos filmes "O ano passado em Marienbad" (1961), de Alain Resnais, e "Violência Secreta", (1963), de Giorgio Moser.

Considerado um grande sedutor, ele se casou em 2007 com Pia de Tolomei, quando ele tinha 84 anos e ela 48. Pia se manteve a seu lado até sua morte.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.