Tamanho do texto

Astro de "Breaking Bad" vive o presidente Lyndon B. Johnson em "Até o Fim", telefilme que estreia nesta segunda-feira (23)

Bryan Cranston está de volta à TV. Três anos após o fim de " Breaking Bad ", o ator está de volta à telinha na pele do presidente americano Lyndon B. Johnson no filme " Até o Fim ", que estreia na HBO Brasil nesta segunda-feira (23).

Bryan Cranston é o presidente Lyndon B. Johnson em
Divulgação/HBO
Bryan Cranston é o presidente Lyndon B. Johnson em "Até o Fim"

Vice de John F. Kennedy e presidente interino após o assassinato do político, em 1963, Lyndon Johnson foi o responsável pela aprovação da lei que garantia direitos civis aos negros nos Estados Unidos. Mas, como mostra o longa de Jay Roach, o caminho não foi fácil.

O filme é inspirado em uma peça homônima da Broadway e explora os bastidores do primeiro mandato de Johnson, entre 1963 e 1964, e as pressões que o presidente sofria de diversos setores da sociedade.

Se por um lado Martin Luther King Jr. (Anthony Mackie) fazia campanha pela aprovação da Lei de Direitos Civis, por outro os congressistas e senadores se negavam a passar o projeto. Em meio a tudo isso, estava o desejo do político de marcar seu nome na história americana e chancelar seu mandato ganhando uma eleição.

O mais interessante de "Até o Fim" é ver o paralelo que o filme traça com o presente. Apesar de hoje os negros terem todos os direitos garantidos por lei, o racismo ainda é constante nos Estados Unidos.

O filme também tem Anthony Mackie como Martin Luther King Jr.
Divulgação/HBO
O filme também tem Anthony Mackie como Martin Luther King Jr.

Tanto que os protestos em Atlantic City e no Mississippi liderados por Martin Luther King Jr. fazem o espectador se lembrar imediatamente da onda de manifestações que tomou o país há alguns anos, principalmente após jovens negros serem executados por policiais. A obra mostra que aquele passado não é tão distante e ainda tem ecos no presente.

Na telinha, o destaque é Bryan Cranston. Muito mais velho do que os fãs de Walter White vão se lembrar, ele tem uma atuação primorosa. Apesar de não ter ficado tão parecido com Lyndon Johnson quanto Melissa Leo ficou com a primeira-dama Lady Bird Johnson, o ator conseguiu muito bem traduzir toda a tensão do momento social do país e o sentimento do político sobre seu "mandato acidental". Por isso, é bom que ele abra um espacinho em sua prateleira de troféus para um Emmy ou um Globo de Ouro.

"Até o Fim"
Quando: segunda-feira (23), às 22h
Onde: HBO