Tamanho do texto

Sertanejos comemoram números nas redes sociais, mas ainda se consideram "da roça": "Gostamos de moda de viola"

A dupla Jads e Jadson  tem atingido bons números sem precisar sensualizar no palco. Os sertanejos estão prestes a atingir no YouTube 60 milhões de visualizações com o hit "Jeito Carinhoso", lançada em 2013 e que consolidou seu sucesso  Em entrevista ao iG , eles rejeitam o estereótipo de galãs e acreditam que as mulheres entendem isso. 

Jads e Jadson: os nomes são reais e a inspiração saiu das iniciais do pai
Divulgação
Jads e Jadson: os nomes são reais e a inspiração saiu das iniciais do pai


"Hoje em dia a mulherada toma conta mais dos nossos fã-clubes. A gente tem um contato muito legal com todas elas, mas não temos aquela histeria de fãs. Não vendemos muito a imagem de símbolo sexual, nos vestimos mais comedidos, não dançamos muito no palco, então, as fãs acompanham esse nosso jeito", analisam.

Diferente de muitas duplas sertanejas, Jads e Jadson não precisaram criar um nome artístico. O pai dos meninos,  José Alves dos Santos , tirou inspiração das suas próprias iniciais para nomear os filhos, já pensando em uma futura carreira musical. E deu certo.

"Começamos a cantar muito cedo, com 5 (Jadson) e 9 anos (Jads), por total influência do nosso pai. Ele acordava a gente logo cedo, passava todo dia pra gente a letra de uma música e no final do dia 'tomava a lição'. Nosso cabelo era ele quem cortava, a roupa ele quem mandava fazer. Até nossos nomes foi ele quem escolheu também".

Os irmãos são antenados nos fãs:
Divulgação
Os irmãos são antenados nos fãs: "Já gravamos música por causa da dica de um"

Criados em Catanduvas, interior do Paraná, a moda de viola foi uma forte influência para os cantores e até hoje isso transparece em suas músicas, numa versão mais atual, mesclada com guitarras e potencializada pela voz grave de Jadson. "Somos da roça, gostamos de moda de viola. Ouvíamos Trio Parada Dura, Milionário e José Rico , Tião Carreiro e muitos outros", explicam.

O sucesso na internet comprova que a mistura deu certo. Além de acumularem milhões de visualizações em seus vídeos, também têm mais de 4 milhões de seguidores no Facebook. "Nossas redes sociais são muito fortes, prestamos muita atenção na opinião de cada um dos fãs, sobre o que estão falando da gente, de cada música que lançamos. Já gravamos música, inclusive, por causa da dica de um fã", revela Jadson.

"Do campo para os grandes centros"

Para os irmãos, o sertanejo hoje em dia é considerado a música pop brasileira no exterior. "Nosso gênero saiu do campo para os grandes centros. E hoje, as baladas sertanejas são frequentadas pelas mesmas pessoas que curtem também outros gêneros de música. O sertanejo dá abertura para outros estilos entrarem. Só olhar quantas duplas estão gravando com funkeiros, com MCs, com samba".

Em seu trabalho mais recente, "Diamante Bruto", lançado neste ano, a dupla foi para o estúdio e se dedicou para ser original. "Foram quatro meses de produção. Ouvimos músicas, gravamos coisas novas e acaba que, em estúdio, vai rendendo mais, a gente tem mais tempo de elaborar um trabalho. Mas há muitas coisas que ainda queremos fazer, muitas parcerias boas pra acontecer", empolga-se Jadson.