Tamanho do texto

"Deusa do pop", cantora coleciona prêmios como Oscar, Emmy, Globo de Ouro e Grammy e é referência no meio LGBT

Idolatrada por muitos fãs como a "Deusa do Pop", Cherilyn Sarkisian, a Cher , celebra nesta sexta-feira (20) seus 70 anos de vida. Colecionando prêmios e hits, a cantora fez seu nome na música ao consagrar-se como uma artista visionária capaz de se reiventar a cada geração. 

Cher comemora 70 anos consagrada como maior ícone gay da música
Reprodução
Cher comemora 70 anos consagrada como maior ícone gay da música



Ganhadora do Oscar de melhor atriz ("Feitiço da Lua"), do Emmy ("Cher: The Farewell Tour"), do Globo de Ouro ("The Sonny and Cher Comedy Hour", "Silkwood - O Retrato de uma Coragem" e "Feitiço da Lua") e do Grammy ("Believe"), ela se tornou a primeira da história a entrar pela sexta década seguida no topo das paradas. A primeira vez foi com a canção "I Got You Babe", em 1965. A última foi em 2010, com "You Haven’t Seen The Last of Me", canção que faz parte da trilha sonora do filme "Burlesque", onde atuou ao lado de  Christina Aguilera .

+ Christina Aguilera canta com holograma de Whitney Houston em programa de TV

Em 1965, Cher dava os primeiros passos na carreira. Inicialmente como dançarina, ela chegou ao mundo artístico com a dupla Sonny & Cher, em parceria com o seu marido, Sonny Bono . Já nos anos 80, ela lançou o primeiro hit "If I Could Turn Back Time". Camaleônica, o sucesso da cantora decolou seu talento e personalidade, marcada também pelas roupas extravagantes.

+ Cher integra lista das sessentonas enxutas

Na década seguinte, Cher apresentou ao mundo o disco "Believe", aclamado pelo público e pela crítica. A canção homônima, um dos maiores sucessos da cantora, conquistou o topo das paradas e continuou na lembrança das pessoas até os dias de hoje. Seu último disco, o 26º da carreira, "Closer To The Truth", foi lançado em setembro de 2013.

Ícone LGBT

Além da carreira brilhante, Cher é reconhecida também por sua militância em prol da comunidade LGBT. Nos últimos anos, a cantora foi destaque na luta pelos direitos dos homossexuais. Em visita ao Brasil, Cher recebeu o Award Inspiration por sua contribuição à luta por direitos da comunidade LGBT e pelo apoio público que deu a sua filha, Chastity Bono , quando ela decidiu mudar de sexo.