Tamanho do texto

A atriz fala sobre peça que trata do assunto, sua relação com o feminismo e a participação na novela "A Terra Prometida"

Miriam Freeland estreou a peça "Casa de Bonecas", na qual atua ao lado do marido,  Roberto Bomtempo . Em entrevista ao iG , a atriz fala do texto de Henrik Ibsen  – que faz reflexões sobre o papel da mulher e aspectos do casamento no século XIX – e sua volta à TV em "A Terra Prometida", novela da Record.

Miriam Freeland em cena do espetáculo
AgNews
Miriam Freeland em cena do espetáculo "Casa de Bonecas"

Peça

A nova adaptação, feita pelo dramaturgo argentino Daniel Veronese  e estrelada pelo casal, traz a história para a contemporaneidade e propõe novos caminhos para aproximar o público dos temas. "Tem realmente um impacto, a gente percebe que o público fica absolutamente chocado no final. É muito legal poder discutir temas, provocar pensamento com uma montagem do final do século XIX que ao mesmo tempo comunica ainda hoje", empolga-se

 +  "Essa história de galãs está acabando", diz Guilherme Winter

O feminismo também é bem-vindo. "No Rio a gente sente que o teatro perdeu um pouco essa possibilidade de comunicar temas mais políticos, mais reflexivos, que causam um questionamento. A gente ficou muito mais dentro no entretenimento. Poder falar desse tema em um momento que as pessoas estão querendo falar disso só ajuda o espetáculo a criar mais eco", discorre.

"Quem é bonita é muito mais cobrada", diz atriz de "Os Dez Mandamentos"

Miriam e o marido, Roberto Bomtempo, durante uma apresentação de
AgNews
Miriam e o marido, Roberto Bomtempo, durante uma apresentação de "Casa de Bonecas"

A atriz não se considera feminista, mas demonstra interesse no assunto: "Acredito que a minha geração pensou pouco sobre isso. Eu não lembro de eu discutir esses assuntos na escola, por exemplo. Acho que não sou feminista, mas gostaria de ser (risos). Eu tenho uma filha de 16 anos e é quase uma guerra lá em casa, porque ela é super feminista. Ela volta e meia vem com uns discursos. Aí falo com ela, questiono. Mas ela é muito estruturada nesta questão: ela estuda, pensa sobre isso, debate, tem esse tema muito dentro dela. Aprendo muito com essas discussões".

 +  Tonico Pereira: "O momento político atual não é democrático. É imbecil"

Ela também dá sua visão sobre o feminismo. "Não é uma disputa contra o homem, mas um convite a pensar sobre isso. Às vezes vai para discussões muito extremas e acaba virando uma guerra. [O texto da peça] causa muita reflexão, conversas. Minha filha e o namorado foram ver e ficaram bem impactados. Acho que estamos em um processo, a sociedade está sempre refletindo sobre os próprios atos”.

"A Terra Prometida" 

Fernando Pavão, Miriam Freeland e Petrônio Gontijo, que estavam no elenco de Máscaras (2012), último trabalho de Miriam na Record
AgNews
Fernando Pavão, Miriam Freeland e Petrônio Gontijo, que estavam no elenco de Máscaras (2012), último trabalho de Miriam na Record

Miriam não para. Além de estar no espetáculo, a atriz ainda integra o elenco de "A Terra Prometida", próxima produção bíblica da Record que substituirá a segunda temporada de "Os Dez Mandamentos" e dará continuidade a história. Na trama, Josué ( Sidney Sampaio ) herdará o manto de Moisés ( Guilherme Winter ) e levará seu povo o lugar que dá nome à história.

 +  Françoise Forton sobre plásticas: "Não precisa virar outro ser"

Depois de participar de diversos trabalhos na Globo, com destaque na novela "Esperança" (2002), ela foi para a Record em 2005, tendo várias personagens fortes como a jovem Mila de "Essas Mulheres" (2005) e a jornalista Ligia de "Poder Paralelo" (2009) no currículo. Em 2013, Miriam decidiu não renovar o contrato, mas voltou para atuar na trama bíblica.

Segundo a atriz, sua saída da emissora foi por querer novos voos na carreira e se renovar. O convite para voltar aconteceu em julho do ano passado. "Foi uma proposta quase irrecusável. Eu falei: 'Poxa, naquele momento eu quis sair e vocês respeitaram a minha decisão e agora vocês estão me convidando para uma personagem incrível, em um momento incrível'. Eu sempre tive uma relação muito positiva com a Record e estou me sentindo super lisonjeada".

 +  Mel Lisboa abre mão de contrato na TV: "Optei pela minha liberdade"

A atriz também fala que é um desafio fazer um trabalho bíblico e revela alguns detalhes sobre a personagem que interpretará. "Ela é muito forte dentro da história da Bíblia, é uma ex-prostituta que mora em Jericó e se converte por ela mesma ao tal Deus dos hebreus que ela ouviu falar. No início da novela é maltratada pela família, o irmão é oferecido em forma de sacrifício ao Deus de Jericó. Tem muitas cenas de ação, eu corro muito (risos)", diverte-se.