Tamanho do texto

Calma! É um exercício de imaginação. Fãs ardorosos da série aqui na redação imaginam o que deve rolar na nova temporada do programa da HBO. Se reclamar, pinta spoiler sim senhor

Anda difícil não esbarrar em algum fã de “Game of Thrones” ultimamente. Maior febre da televisão no mundo, a série volta para sua sexta temporada no próximo domingo na HBO. A estreia, aguardadíssima, é mundial. Na redação do iG também há muitos fãs da criação de George R.R Martin levada para a TV por David Benioff e D.B Weiss . Justamente por isso, a equipe do iG Gente resolveu fazer um exercício de imaginação sobre os rumos de alguns de nossos personagens favoritos neste sexto ano.

O que será de Sansa e Theon depois da espetacular fuga do último episódio da temporada passada? O que esperar dessa empolgante e insuspeita aliança entre Tyrion e Daenerys ? Cersei voltará diva e vingativa na nova temporada? São muitas as respostas que começarão a ser respondidas no fim deste feriado prolongado, mas que a gente ousou (tentar) antecipar. Coisa de fã.

O arco de Arya Stark promete ser um dos mais interessantes do novo ano
Divulgação
O arco de Arya Stark promete ser um dos mais interessantes do novo ano



A ira de Cersei , por Giulia Bressani

Depois de ser humilhada em público em sua “Caminhada da Vergonha”, o que a verdadeira rainha de Westeros - e da série toda - merece é vingança. Já que não existe o medo de matar os queridinhos do público em “Game of Thrones”, que os roteiristas também não poupem ninguém que tenha cruzado o caminho de Cersei ( Lena Headey ).

Com seu novo aliado - provavelmente Montanha “ressucitado” -, Cersei tem todas as chances de vingar o destino de Myrcella em Dorne e de proteger Tommen com unhas e dentes para não deixar que a tal profecia se concretize.

Cersei sofreu dura derrota no 5º ano, mas deve voltar ainda mais demolidora
Divulgação
Cersei sofreu dura derrota no 5º ano, mas deve voltar ainda mais demolidora

Apesar de sua rivalidade com Margaery  ( Natalie Dormer ), este seria o momento para as duas se unirem, mesmo que por puro interesse, para conseguir manter Tommen no trono e controlá-lo de forma que ambas se beneficiem e consigam extinguir o poder da Fé dos Sete e retomar a soberania sobre o povo de King’s Landing.

Depois, com o apoio do povo, seu novo cavaleiro seria enviado para dar ao Alto Septão e seus seguidores o fim que todo fã de "Game of Thrones" espera ver.

Com a sensação de ter sido traída por Jaime ( Nikolaj Coster Waldau ), a confiança cega de Cersei em seu irmão gêmeo estaria abalada e eles passariam boa parte da temporada distantes, com Jaime achando que os planos de vingança da irmã não levarão a nada e ela deveria se concentrar em proteger Tommen.

Cersei, sem o apoio de Jamie, colocaria todas as suas fichas em Montanha que, com a promessa de que só iria voltar a falar quando destruísse seus inimigos, iria para Dorne atrás dos Martell para vingar Myrcella.

Sua próxima missão seria ir atrás de Tyrion, que continua sendo, talvez, a maior preocupação de Cersei. Sua última cena na temporada seria o reencontro com a Rainha Regente e ele proferindo suas primeiras palavras, deixando claro que havia cumprido sua missão.

A arma secreta de Daenerys , por Reinaldo Glioche

George R.R. Martin certa vez disse que Tyrion, interpretado com gosto e altivez pelo excelente Peter Dinklage , era seu personagem preferido. Com seu carisma, inteligência e humor refinado, o Lannister roubou o coração de muitos fãs da série. Outra personagem bastante querida é justamente Daenerys Targaryen, a mãe dos dragões, vivida com pose e afinco por Emilia Clarke . Os dois personagens tiveram seus destinos cruzados no curso da quinta temporada de “Game of Thrones”. Parece indesviável a suposição de que a aliança forjada sobre mútua necessidade tem potencial para ser decisiva na resolução da guerra dos tronos que mobiliza Westeros.

O encontro entre dois personagens que valorizam a estratégia e calculam milimetricamente seus avanços, além de serem dos mais propensos a ouvir conselhos em todo os sete reinos, deve balançar as estruturas fundamentais do conflito que tem como objetivo o trono de ferro.

Tyrion pode ser a peça que faltava no tabuleiro de Daenerys para que ela possa avançar sobre King´s Landing
Divulgação
Tyrion pode ser a peça que faltava no tabuleiro de Daenerys para que ela possa avançar sobre King´s Landing

Parece razoável supor que, apesar da admiração, tanto Daenerys quanto Tyrion ainda não confiem um no outro, mas que levam a sério, para não dizer a ferro e fogo, o conceito de manter seus inimigos por perto. Caçado por sua irmã e fugitivo de King´s Landing, Tyrion naturalmente tem muito a ganhar politicamente ao inflar as chances da última Targaryen de investir contra o reino e poderio dos Lannister, mas ele sabe que só atuar como papagaio não lhe bastará. Ele também não está convicto de que um eventual reinado dela seria a melhor solução. Essa temporada deve servir para que Tyrion aparte-se da estratégia de Lord Varys e elabore a sua própria.

Por seu turno, Daenerys identifica em Tyrion um estrategista valioso, além de alguém com profundo conhecimento do inimigo. Tudo indica que o arco envolvendo os dois personagens no sexto ano terá como objetivo fortificar essa aliança improvável e que deve se mostrar providencial para a resolução da série.

Uma ameaça no norte , por Guilherme Machado

Um dos núcleos que mais deve movimentar a sexta temporada é o da muralha. Com a chegada iminente do exército de White Walkers, as tensões estão á flor da pele. Mas, com certeza o aspecto mais impactante deste núcleo envolve um personagem específico: Jon Snow ( Kit Harington ).

A morte do personagem ainda é cercada de especulações e seu verdadeiro destino é incerto, mas este será fundamental para o desenvolvimento da trama.

Jon era talvez o único que compreendia a ameaça dos Walkers e que a levava a sério.
Com sua morte, a Muralha fica desguarnecida para combater a ameaça que se aproxima.

Agora, o personagem mais provável a assumir o manto do amigo seja Samwell, no entanto, ele teria que lutar muito para quebrar a imagem de jovem ingênuo e paspalho que os colegas da Patrulha da Noite fazem dele.

Porém, e se Jon Snow realmente retornar a vida? Que espécie de repercussão seu retorno pode ter? Só o tempo dirá.

Foto do sexto ano divulgada pela HBO
Divulgação
Foto do sexto ano divulgada pela HBO

O fator Tyrell , por Raissa Rivera

O destino dos Tyrell nesta temporada talvez seja o mais claro e o mais incerto ao mesmo tempo.

Na 5ª temporada, Margaery foi levada a cativeiro após defender seu irmão Loras, que havia sido preso por "atos sexuais ilícitos" (por ser gay), a ordens de Cersei. Mesmo com o tiro de Cersei saindo pela culatra, já que ela também foi presa, a tensão entre os Lannister e os Tyrell atingiu níveis inéditos.

Margaery provavelmente vai se sair bem, já que seu marido, o rei Tommen, está apaixonado por ela. Mas Loras, que não tem uma defesa tão clara por não ter grandes laços com o governo, segue com o destino incerto. Independentemente dele viver ou não, as ações tomadas contra os netos de Olenna Redwyne não deixarão a senhora muito contente.

Tommen Baratheon: ele deve ser alvo de manipulações de todos os lados neste ano
Reprodução/Instagram
Tommen Baratheon: ele deve ser alvo de manipulações de todos os lados neste ano

Minhas previsões são de que a casa Tyrell-Redwyne irá trair as alinças com os Lannister e tomar o poder na próxima temporada. Talvez isso resulte na morte do último herdeiro Lannister vivo, Tommen - levando em consideração que Myrcella provavelmente morreu envenenada por Ellaria.

O que nos leva a outra trama que provavelmente será muito importante na temporada. Depois de Ellaria envenenar Myrcella com a ajuda das filhas de Oberyn e contra as ordens de Doran Martell, Cersei voltará para a trama mais furiosa do que nunca. O provável é que isso desencadeará uma grande guerra entre os Lannister e os Martell, e dessa vez não será por baixo dos panos como foi após a morte de Oberyn.

Meu palpite é de que Cersei tentará descontar nas filhas de Oberyn e atacar Lançassolar, mantendo Ellaria viva para faze-la sofrer.

Redenção e desforra , por Larissa Santos

A chegada de Ramsay Bolton no Norte mudou completamente a vida de Theon em um dos arcos mais empolgantes e aterrorizantes da série. Nas mãos dele, Greyjoy foi humilhado e torturado inúmeras vezes, até perder sua identidade e passar a atender pelo novo nome que seu mestre lhe deu: Fedor.

Completamente submisso, Fedor é escravo de Ramsay e renega totalmente sua origem das Ilhas de Ferro. Mas quando vê Sansa Stark se tornando esposa de seu mestre, Fedor teme que a menina passe por todos os sofrimentos que ele. Para ajudar Sansa, Fedor volta a ser Theon Greyjoy.

Matando a amante de Ramsay para ajudar na fuga de Sansa, Theon pula com ela os muros de Winterfell e o destino dos dois fica incerto no fim da quinta temporada. Será que essa é a redenção do traidor de Robb Stark? Na verdade, parece que sim.

Theon e Sansa: redenção para ele; desforra para ela?
Divulgação
Theon e Sansa: redenção para ele; desforra para ela?

Theon teve dúvidas na hora de trair os Starks, mas a sede por poder, ainda mais sob a casa que o fez refém por tantos anos, foi maior. Porém, o Greyjoy nunca perdeu a afeição pela casa do Norte e, em um dos jogos de tortura de Ramsey, já admitiu arrependimento por suas ações.

Do outro lado, temos Sansa Stark, que pela primeira vez em anos revê Winterfell. Ao chegar em casa, Theon é o único rosto conhecido da menina e, mesmo contra sua vontade, o único em que ela decide confiar. Além do mais, Sansa está sozinha há muito tempo. Tirando o período em que ficou com Mindinho, numa relação em que pela primeira vez ela jogou o jogo, de fato; Sansa não tem ninguém de confiança desde que foi para King´s Landing.

A Stark já mostrou toda sua amargura por Theon ter traído sua família, mas agora parece que os dois foram unidos pelo sofrimento – afinal, quem melhor do que eles para entender o que é viver sob as rédeas de Ramsay? Só esse medo/ódio dos dois pelo bastardo Bolton já parece uni-los.

Um bom desfecho para esse seria uma fuga bem sucedida dos dois, seguida de uma planejada e bem executada vingança para Ramsay. Mas isso seria simples demais, embora não fosse uma tarefa fácil, principalmente para Theon, que ainda precisa provar que se livrou de Fedor e do domínio psicológico de Ramsay sobre ele.

Sem dúvida, haverá uma aproximação maior da Stark e do Greyjoy e eles poderão ser aliados no futuro, com o único objetivo de destruir Ramsay e recuperar Winterfell. Seria um belo pedido de desculpas de Theon ajudar Sansa nisso. Mas como o marco da série são os plot twists, também seria interessante ver a personalidade da Sansa se desenvolver num ponto dela usar Theon e depois vingar a traição da família – será que ela seria capaz de matar por vingança? 


    Leia tudo sobre: Game of Thrones
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.