Tamanho do texto

Lançando DVD de projeto pararelo, cantor garante: "Minha vida vai existir sem o Skank"

O Skank é, há cerca de 20 anos, uma das maiores bandas do Brasil. Apesar da agenda lotada com shows por todo o país, Samuel Rosa tirou um tempo para gravar um DVD ao lado de Lô Borges , um dos principais parceiros musicais de sua carreira.

Samuel Rosa e Lô Borges
Reprodução
Samuel Rosa e Lô Borges

Nos últimos anos, Samuel e Lô escreveram diversas músicas para seus próprios projetos e outros artistas, mas apenas agora resolveram oficializar a parceria com o DVD “Samuel Rosa & Lô Borges”, que conta com um show de lançamento oficial no Rio de Janeiro nesta quinta-feira (15), apesar de ter sido gravado em agosto de 2015.

“A parceria já dura há algum tempo, mais informalmente. A gente vinha fazendo shows, mas nada regular como uma turnê. Para mim é mais um encontro de fã com ídolo. Eu já acompanhava o Lô, comprava os disco e para a minha surpresa, na década de 90, surgiu a possibilidade de um encontro. Nunca achei que essa parceria seria consolidada como é hoje, chegando nesse projeto”, conta Samuel em conversa com o iG .

A história dos dois se cruzou pela primeira vez em 1996, quando Lô regravou o sucesso do Skank "Te Ver" para seu álbum "Meu Filme". Desde então seus encontros já renderam músicas como "Dois Rios" e outras ainda inéditas, lançadas apenas com o DVD como "Lampejo" e "Dupla Chama".

A escolha de registrar a parceria agora veio por uma questão de escolha. "Achamos que era um momento oportuno", conta Samuel. "A parceria poderia ter sido registrada antes e não foi. Mas vejo isso com bons olhos porque cai em uma fase em que o projeto já está amadurado, que torna mais fácil ou melhor para leitura de quem desconhecia o projeto".

No DVD, Samuel e Lô fazem uma viagem por duas décadas de sucessos, tanto da carreira da banda, quanto solo de Lô, dando prioridade às músicas escritas "a quatro mãos". "Escolher o repertório foi uma tarefa fácil porque os dois têm músicas muito conhecidas. Arrumar critérios para escolher o que entra e o que sai é que é difícil. São 20 músicas, então muita coisa importante teve que ser deixada de lado."

Assista ao teaser do DVD "Samuel Rosa & Lô Borges"

O projeto "Samuel Rosa & Lô Borges" é, para Samuel, uma chance de se desvencilhar um pouco do Skank, assim como acredita que todos os integrantes da banda deveriam fazer.

"Eu sou apenas um integrante da banda e minha vida - tanto musical, como a vida mesmo antes do Skank - vai existir sem ele. É importante em um momento como esse, em que a banda já fez de tudo, que os integrantes busquem projetos mais pessoais, até para adequação e renovação do Skank", afirma.

"É uma banda que se consolidou desde 1993 e isso é muito aparente", continua. "Estamos desde sempre como uma das 3 ou 5 bandas de pop rock nacional mais requisitadas e isso dá uma tranquilizada. A gente pode experimentar outras coisas que ser só integrante da banda não nos permitiria. Isso inclusive abre outros horizontes para o próprio Skank.”

Negando o que muitos especulavam, nem ele está se afastando ou a banda está próxima de um fim: “Esse não é o momento para o Skank parar, até porque está favorável”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.