Tamanho do texto

Companhia britânica levou clássica peça de William Shakespeare para a capital do Afeganistão

Tendo que se esforçar em alguns momentos para se fazer ouvir acima do ruído dos helicópteros que sobrevoavam a sede local da Otan, o ator britânico Naeem Hayat apresentou as reflexões de Hamlet sobre a mortalidade e a vingança a uma plateia eletrizada em Cabul, capital do Afeganistão.

Atores da companhia teatral Globe Theatre durante apresentação em Cabul
Reprodução
Atores da companhia teatral Globe Theatre durante apresentação em Cabul

O ator faz parte de uma produção da peça mais famosa de William Shakespeare realizada pela companhia teatral britânica Globe Theatre que já viajou a países que vão de Ruanda a Antígua e Lituânia durante uma turnê de dois anos, e que pretende visitar todos os países do mundo.

Mesmo depois de ter estado em tantas localidades exóticas, o embaixador britânico, Dominic Jermey, disse que o palco improvisado em uma quadra de tênis na representação de seu país em Cabul na noite de domingo foi "um dos locais mais incomuns para se encenar Hamlet".

A história do melancólico príncipe dinamarquês e sua busca hesitante por vingança pelo assassinato de seu pai, declamada em versos iâmbicos e respeitando as convenções do drama shakespereano, é desafiadora até para nativos de língua inglesa – mas Abdul Qadir Farookh, conhecido ator afegão que atuou no bem-sucedido filme "O Caçador de Pipas", de 2007, disse que a herança do poeta vai muito além da Grã-Bretanha.

"Shakespeare não era uma pessoa comum", afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.