Tamanho do texto

Objeto foi usado por autora para escrever os dois primeiros livros da saga; personalizada, valor cultural é essencial

Reuters

Uma cadeira de madeira usada por J.K. Rowling quando ela escreveu os dois primeiros volumes da saga "Harry Potter" foi vendida por US$ 394 mil em um leilão em Nova York -oito vezes o valor do lance inicial.

Cadeira que J.K. Rowling usou para escrever famosa safa infantojuvenil
Reprodução/Youtube
Cadeira que J.K. Rowling usou para escrever famosa safa infantojuvenil


O móvel, no qual a autora britânica personalizou com: "eu escrevi Harry Potter enquanto sentava nesta cadeira", é parte de um conjunto de cadeiras de jantar que ela ganhou quando morava na Escócia.

A peça foi colocada em leilão pelo empresário Gerald Gray , que comprou a cadeira em 2009, e leiloada pela Heritage Auctions em Nova York na quarta-feira (6). O comprador quis permanecer anônimo, informou a casa de leilões.

James Gannon , diretor de livros raros na Heritage Auctions, disse que a cadeira em si possui pouco valor, mas a associação literária aumenta o preço. "Ela (Rowling) disse na época que era algo que você poderia comprar em uma loja qualquer", afirmou. "É o fato que ela usou seu tempo para decorá-la e que ela realmente escreveu os livros que é importante".

Os sete livros de Rowling da saga "Harry Potter" sobre um jovem bruxo e seus amigos se tornou um fenômeno mundial, vendendo mais de 450 milhões de cópias. Os livros também geraram oito filmes e parques temáticos na Flórida e Califórnia.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.