Tamanho do texto

Demorou, mas quando o cantor entoou "Wonderwall", clássico do "Oasis", público fez um dos maiores coros do festival

Ex-líder do Oasis, um dos maiores fenômenos dos anos 1990, Noel Gallagher atraiu uma multidão para seu show no palco Skol do Lollapalooza neste domingo (13), em São Paulo.

Noel Gallagher no Lollapalooza 2016
Divulgação/I Hate Flash
Noel Gallagher no Lollapalooza 2016


Com o ar de soberba que lhe é peculiar, Noel e sua banda, a High Flying Birds, abusaram de seus trabalhos mais recentes, do álbum "Chasing Yesterday". No princípio, o público deu a entender que isso não seria um problema, já que muitos demonstraram conhecer as músicas pós-Oasis do irmão mais velho de Liam Gallagher.

Com o passar do tempo, no entanto, a impaciência começou a se fazer presente. "Essa é para os fãs de Oasis", anunciou Noel. Era alarme falso! Disso veio "We can't Go Back", do novo CD do grupo.

Já na sexta música veio a primeira aparição de Oasis na set list, com a grandiosa "Champagne Supernova" tocada ao violão.

Músicas dos High Flying Birds como "The Death of You and Me" e "If I Had a Gun" deram uma prova que o Gallagher mais velho ainda é capaz de grandes composições. Mas nada se comparou ao momento em que "Wonderwall" foi anunciada. A apresentação proporcionou um dos maiores - possivelmente o maior - coro do Lollapalooza 2016.

Encerrando seu show com cerca de dez minutos de antecedência, Noel fez valer a presença daqueles que não o abandonaram para ver o início da apresentação de Jack Ü. O músico de Manchester fez as gargantas de milhares de brasileiros se esgotarem ao som de "Don't Look Back in Anger" - rivalizando com o coro de "Wonderwall".

Sob uma fina garoa, essa apresentação sozinha fez valer o show. Mas fez ainda os fãs de Oasis ficarem com aquela sensação de que uma ou talvez até duas músicas a mais do grupo extinto em 2009 teriam feito o fim de tarde de todos mais feliz.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.