Tamanho do texto

Novas categorias nomeadas "formatos reduzidos" vão contemplar produções mais curtas e que não estão na TV

Academia de Artes e Ciências Televisivas  alterou novamente as regras da premiação e, dessa forma, agora webséries e produções online podem ganhar um Emmy .

Emmy muda regras para contemplar novos formatos
Reprodução/Instagram
Emmy muda regras para contemplar novos formatos


A principal premiação da Academia, o Primetime Emmy Awards, tem corrido atrás para se atualizar e deixar de consagrar somente produções que estão na TV. Foi assim que séries de serviços de streaming como Netflix e Hulu, por exemplo, conseguiram disputar nas últimas edições.

Agora é a vez de novos formatos serem contemplados e, segundo as novas regras, programas de formato reduzido criados por plataformas digitais também podem concorrer ao Emmy. Ou seja, em breve poderemos ver um programa do YouTube Red (a versão paga do serviço de vídeo do Google) ser premiado.

As novas categorias adicionadas, nomeadas "formato reduzido", vão contemplar produções com, no mínimo, seis episódios com 15 minutos ou menos de duração, seja de emissora aberta, paga, por satélite ou online. Elas serão classificadas assim:

Melhor Série em Formato Reduzido - Comédia ou Drama
Melhor Série em Formato Reduzido - Variedades
Melhor Série em Formato Reduzido - Reality/Não ficção
Melhor Ator em Série de Formato Reduzido - Comédia ou Drama
Melhor Atriz em Série de Formato Reduzido - Comédia ou Drama
Melhor Série Animada em Formato Reduzido

Mas essas categorias não farão parte do evento televisionado do Emmy e terão sua própria cerimônia. Uma versão com os melhores momentos da premiação paralela deve ser mostrada durante o evento principal.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas