Tamanho do texto

Em entrevista exclusiva ao iG, a atriz fala de ter começado a carreira cedo: "Eu nasci para isso"

Com 23 anos de carreira e 25 de idade,  Carla Diaz , que fez sucesso com personagens em novelas como "Chiquititas" e "O Clone", está atuando em seu primeiro musical adulto. Em entrevista exclusiva ao iG , a atriz falou sobre Danielly, uma jovem sedutora que namora Teddy ( Luciano Szafir ) na peça "Estúpido Cupido". Sua personagem é uma espécie de Lolita - tipo que voltou a ficar em evidência no ano passado por conta da novela "Verdades Secretas". 

Cada dia mais linda, Carla Diaz faz sucesso entre os fãs com suas fotos nas redes sociais
Reprodução/Instagram
Cada dia mais linda, Carla Diaz faz sucesso entre os fãs com suas fotos nas redes sociais

"Sempre existiram as Lolitas. Acho que é aquela menina que cresce e que as pessoas começaram a prestar atenção nela. A Danielly tem uma ingenuidade muito grande, tanto que não percebe que está chegando na festa e sendo odiada por todo mundo. Ela tem uma lado doce, não tem essa maldade", afirma.

"Estúpido Cupido" comemora os 50 anos de carreira da atriz Françoise Forton . A personagem de Carla cria um contraponto entre o passado e o presente, pois Teddy é uma antiga paixão de Tetê, vivida por Françoise. "[Isso] é o que move a peça. O passado e o presente estão o tempo todo juntos. Esse choque de gerações ocorre o tempo inteiro na peça. É super leve, um espetáculo que para a família inteira assistir”, conta.

A atriz acredita que a história acaba ajudando o público a esquecer dos problemas e relaxar: "As pessoas querem se divertir. Eu acho que ajuda, faz a gente repensar tudo. É um momento de reflexão, mas é uma reflexão leve, um texto que fala muito sobre amizade também. Hoje em dia é tão difícil, a gente conta os amigos nos dedos".

Carreira

Carla já atuou em diversos musicais infantis e realizou vários trabalhos na televisão. Uma de suas personagens mais famosas foi a pequena Khadija na novela "O Clone" (2001), de Glória Perez . Seu bordão "muito ouro, inshalá" caiu no gosto do público. A última personagem na TV foi a rebelde jornalista Lucrécia na série "Plano Alto", da Record.

Carla Diaz integra o elenco do espetáculo
iG São Paulo
Carla Diaz integra o elenco do espetáculo "Estúpido Cupido"

"O Clone foi uma novela que me mostrou para o mundo. Mas o que eu achei engraçado foi ser reconhecida em um país que não fosse o meu. Fui reconhecida nos Estados Unidos, no Uruguai. Eu tenho fãs na Rússia, olha que loucura! Isso me mostra a dimensão que a televisão tem", diz, analisando também a carreira. "Acho que fama e reconhecimento são um pouco diferentes. Fama é aquele auge, a imprensa. O reconhecimento não é só da imprensa, mas também do público".

Ela também revela que não teve problemas com a fama quando criança: "Para mim sempre foi muito tranquilo. Eu tinha comportamentos dentro do estúdio que, para quem nunca tinha entrado nele, deixava todo mundo impressionado. O avião passava e eu ficava quieta, porque sabia que não ia valer a cena. Como uma criança que nunca tinha entrado em estúdio saberia disso? Para quem acredita em outras vidas talvez tenha uma explicação. Eu nasci para isso. É um grande privilégio ter começado cedo”. 

Confira uma prévia do espetáculo "Estúpido Cupido": 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.