Festival The Town chega a São Paulo por organizadores do Rock In Rio
Marcelo de Assis
Festival The Town chega a São Paulo por organizadores do Rock In Rio

Foi anunciando no inicio da noite desta quarta-feira (10) o festival The Town , o megaevento de música confirmado para os dias 2, 3, 8, 9 e 10 de setembro de 2023. Em uma robusta coletiva de imprensa, realizada no Palácio Tangará , localizado no Parque Burle Marx , os organizadores do Rock in Rio apresentaram o novo empreendimento do grupo. A marca celebra a mistura de diferentes culturas e fascinantes histórias que se encontram nas constantes manifestações artísticas de São Paulo.

Iza e Criolo , as vozes das músicas-tema do festival, são os primeiros artistas confirmados dos palcos que vão compor a Cidade da Música . Também presentes no evento para a imprensa, os dois cantores apresentaram juntos, pela primeira vez, as canções que moldam a identidade do The Town.

O evento está programado para acontecer em 2023 , na capital paulista, no Autódromo de Interlagos e já em sua primeira edição vai reunir em torno de 600 mil pessoas em mais de 230 horas de música, com apresentações dos principais nomes da música mundial.

Para Roberto Medina, criador e presidente do Rock In Rio e do The Town , a efervescência da cultura paulista será o grande atrativo do festival: “Sonhava em fazer um evento em São Paulo, mas precisava ter a cara da cidade. É um enorme prazer e uma responsabilidade ainda maior idealizar e produzir um evento tão grandioso, um projeto único, à altura dessa grande cidade, que foi a inspiração para a criação de The Town. São Paulo atrai gente que sonha, como eu. Ela é multicultural, vibrante e intensa. Da arquitetura à literatura, da poesia às artes plásticas, da música às performances artísticas, tudo é resultado de uma saudável mistura de diferentes culturas. É com essa inspiração que nasce The Town, que já no seu lançamento, estará entre os maiores eventos de música e entretenimento do mundo”, disse.

Festival The Town chega a São Paulo por organizadores do Rock In Rio

Foto: Fernanda Tiné | I Hate Flash

Nesta tarde, o formato e conteúdo do The Town começaram a ser revelados. Foram apresentados ao público os nomes, conceitos e detalhes de cada um dos seis palcos e espaços que vão fazer a futura Cidade da Música – nome que Interlagos vai receber durante o período do festival – um verdadeiro encontro e celebração das mais variadas tribos e movimentos culturais. Na cenografia, o local prestará uma verdadeira homenagem, não só à arquitetura e cultura da capital paulista, mas também aos paulistanos de nascimento ou de coração.

Fazendo jus a grandiosidade do festival, seis belas maquetes e um tour virtual pelo espaço mostraram uma Interlagos totalmente repaginada que será fruto de uma reforma que Prefeitura de São Paulo fará no espaço. A entrega será um legado para a cidade e uma oportunidade para todos os eventos que forem utilizar o espaço.

Pela primeira vez, uma área de 350 mil m² será utilizada por um evento no autódromo. A organização garante total conforto e segurança para os cerca de 600 mil visitantes que passarão por lá.

“A grandiosidade dos números, os diversos espaços e tudo que estamos planejando em termos de palcos e atrações vão tornar The Town um evento onde todos vão querer estar, tanto as marcas quanto os fãs.” , diz Luis Justo , CEO de The Town e do Rock in Rio.

Um investimento de aproximadamente R$ 300 milhões garantirá a entrega de um evento com a mesma qualidade e sofisticação do Rock in Rio , não só no que tange sua implantação, mas também na oferta de entretenimento e potência dos artistas escalados.

“Sonhava em fazer um evento em São Paulo, mas precisava ter a cara da cidade. É um enorme prazer e uma responsabilidade ainda maior idealizar e produzir um evento tão grandioso, um projeto único, à altura dessa grande cidade, que foi a inspiração para a criação de The Town” – Roberto Medina

Todo o investimento terá reflexos impressionantes na economia da cidade. A expectativa é que o festival movimente já em sua primeira edição R$ 1,2 bilhão no Estado de São Paulo e gere mais de 27 mil empregos , auxiliando positiva e diretamente na retomada de diversos setores pós pandemia.

Leia Também

“Os grandes eventos culturais movimentam toda a cadeia do turismo, incluindo os meios de hospedagem, os restaurantes e os centros de lazer, além de gerar empregos. Eventos como o The Town também reforçam a imagem de São Paulo como um estado hospitaleiro, rico em arte e diversidade” , afirma o secretário de Turismo e Viagens do Estado de São Paulo, Vinicius Lummertz.

Com a presença de algumas das mais importantes personalidades de São Paulo – entre elas, artistas, formadores de opinião, empresariado e ainda do Prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes , Roberta Medina , vice-presidente executiva do Rock in Rio e The Town , abriu a coletiva falando da inspiração do evento. “The Town nasce inspirado na cidade de São Paulo e vai ser realizado com toda nossa expertise em produzir experiências inesquecíveis para os fãs. Vamos reunir magia e entretenimento ao retratar uma cidade que é referência de diversidade, música, arte e cultura” . A executiva também destacou que o festival vai fazer história já em sua primeira edição, se tornando motivo de orgulho para os fãs de música e cultura, um marco para a cidade e o público presente.

“A cidade que se transformou na capital mundial da vacina retoma agora sua vocação para sediar eventos nas mais diferentes áreas, como a primeira edição do The Town. Temos muito orgulho em sermos escolhidos como a Cidade da Música durante os cinco dias de festival. Um grande evento que simboliza o retorno às atividades de lazer, mas também na geração de empregos e renda para nossa querida São Paulo” , disse o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes.

Uma Cidade que não dorme: The Town oferece entretenimento para todos

Ao público presente foram apresentados cada um dos espaços da Cidade da Música , bem como uma ideia de sua programação intensa.

O palco Skyline é o maior palco do evento e tem seu design inspirado nos prédios emblemáticos da capital. A previsão é de quatro shows por dia, com a presença de grandes bandas nacionais e internacionais, incluindo a tradicional queima de fogos de artifício sincronizada, na abertura e no encerramento. Representando sua grandiosidade, o palco terá as medidas de 88m x 30m.

O palco The One tem como inspiração a arte urbana de São Paulo , com o grafite como um dos principais representantes e tamanho de 61m x 25m . A cenografia será realizada com contêineres e grafismos de diversos artistas locais. Neste espaço se esperam conteúdos exclusivos do festival, através de encontros e apresentações produzidas sob medida. As bandas consagradas e novos artistas devem consolidar o tom de diversidade de ritmos em shows únicos e inesquecíveis.

O New Dance Order palco dedicado à música de pista que fez sua estreia na última edição do Rock in Rio , desembarca no The Town. Sua proposta diferenciada estabelece a conexão entre o ser humano e a música, a partir de sensações vividas neste ambiente. Nesta narrativa totalmente futurista, a palavra da vez deste espaço é dançar. E as batidas serão as mais variadas – passando pelos gêneros house, techno, trance, bass, trap, EDM e outros beats eletrônicos. Todos preparados para envolver o público com uma energia singular. O palco para os artistas se apresentarem será na dimensão de 63m x 20m.

Prometido como o espaço com o maior número de selfies da Cidade da Música, a São Paulo Square virá inspirada na região em que a cidade foi fundada e irá reunir alguns dos seus principais ícones históricos, como a Catedral da Sé e a Estação da Luz , embalados ao ritmo de muito jazz e blues . Num cenário monocromático a arte predominará nas performances artísticas, música, dança e no colorido das obras, que tomará conta da plateia.

Inspirado nos antigos galpões das fábricas que ajudaram a elevar o nome de São Paulo, o Factory trará o mood da cultura urbana e terá performances de street dance e shows de trap, hip hop e rap – que estão entre os gêneros mais consumidos da cidade.

Além dos palcos, o evento contará com a Arena Metrópolis , um espaço que abrigará um musical criado exclusivamente para The Town e que vai se espelhar no espírito do festival. Ao longo do dia, diversas sessões prometem impactar a plateia.

A homenagem não estaria completa se não estivesse presente a gastronomia paulista. O City Market será o espaço gourmet, com deliciosos cardápios, criados exclusivamente para The Town e assinados por conceituados chefs, bares e restaurantes que mostrarão porque São Paulo é reconhecidamente a capital gastronômica do nosso país e uma das maiores do mundo.

Toda a cenografia será assinada por uma equipe de arquitetos, cenógrafos e engenheiros, que pensaram em cada detalhe buscando incorporar a alma da arquitetura paulistana e fazerem jus à beleza da cidade em toda a decoração do Festival.

Outro local apresentado é a Área VIP . Projetada para receber 5 mil pessoas por dia , o espaço climatizado terá buffet assinado por renomado chef e bar exclusivo. A área contará com estacionamento e acessos exclusivos para o evento.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários