Tamanho do texto

Cantor uruguaio em entrevista sobre novo álbum, Eliana e Tom Cavalcante, o Jovem Sheldon na TV brasileira e mais na coluna Bastidores

Com ritmos que lembram muito a música popular brasileira e canções que trafegam entre amor e desigualdade social, " UNO " - o novo álbum do cantor uruguaio, Daniel Drexler - foi lançado na última sexta-feira (10). Em uma entrevista exclusiva com o iG Gente, ele contou um pouco mais sobre as expectativas para esse novo CD, as influências de sua carreira e, claro, sua relação com o Brasil.

Leia também: Renovada, Vanessa da Mata compartilha sua "redescoberta" com o público

Daniel Drexler mostra ritmo uruguaio influenciado por diversas nacionalidades, como a brasileira
Instagram / Daniel Drexler
Daniel Drexler mostra ritmo uruguaio influenciado por diversas nacionalidades, como a brasileira

"UNO foi um disco que nasceu nas estradas, aeroportos, camarins de teatros e em hotéis durante a turnê do meu último CD ‘Tres Tiempos’", conta Daniel Drexler no início da conversa. Segundo ele, o trabalho - produzido entre outubro de 2016 e março de 2017 - foi gravado quase que totalmente no estúdio carioca do produtor Alexandre Kassin.

Leia também: Fora do Titãs, Paulo Miklos lança álbum e diz: "É como se fosse um RG meu"

"Foi uma maravilhosa sugestão de Marcelo Jeneci . Ele participou de um show meu em 2015 no Sesc Pinheiros e criamos uma amizade instantânea. Quando ouviu minhas músicas novas, sugeriu Kassin", afirma Drexler. Além de interlocutor para que a parceria na produção acontecesse, Jeneci também faz uma participação especial na faixa “Al menos un segundo”, a qual é cantada parte em espanhol, parte em português.

Instagram / Daniel Drexler
"UNO" é o novo CD do cantor uruguaio Daniel Drexler

Outra faixa que chama a atenção é “Los piones de la guerra”, que tem como tema a desigualdade social na América Latina . "Acompanho a política e tenho muito interesse por esse assunto", comenta o músico, completando: "nos países latinos quando chegamos nos aeroportos, precisamos passar pela periferia para chegar até a cidade. Isso não acontece em países da Europa ou nos Estados Unidos", diz ele sobre sua inspiração para a canção.

Drexler, que é irmão de Jorge Drexler (ganhador do primeiro Oscar de melhor canção original a uma música em espanhol), divide a carreira de músico com a de médico otorrinolaringologista. "O nome do disco tem a ver com esse histórico. “'Uno' vem de unir e de único. Antes eu achava que esses eram dois universos paralelos, mas nos últimos dez anos comecei a perceber que é como se você estivesse fazendo uma conversão e conseguisse olhar suas ruas. Isso me tornou melhor músico e melhor médico", diz o cantor.

Relação com o Brasil

O músico também conta ter sido influenciado pela música brasileira desde criança, principalmente pelos trabalhos de João Gilberto, Dorival Caymni, Tom Jobim e Vinícius de Moraes. "Tenho grande conexão com o Brasil. É a parte central da minha formação como músico já que a fronteira com o Uruguai é muito dinâmica", diz Drexler. Além da música tupiniquim, ele conta ter sido muito influenciado por outros grandes nomes da música mundial: "Os uruguaios estão acostumados desde sempre a receber influências de fora, ter essa musicalidade flexível. Consumimos muito a cultura americana, argentina e brasileira".

A turnê do disco "UNO" começará no México e deve passar pelo Brasil apenas no segundo semestre do próximo ano. "Queremos passar pelo sul, São Paulo, Rio de Janeiro e talvez Minas Gerais e a região do nordeste, que ainda não conheço", conclui Daniel.

Já?

Parece que a premiação do Oscar foi outro dia, mas o fim de ano está aqui e com ele, uma nova temporada de premiações. A TNT já começa a exibir as principais premiações a partir do dia 19 com o American Music Awards. A transmissão será ao vivo diretamente de Los Angeles e contará com a apresentação de Domingas Person. Os vencedores das 28 categorias são escolhidos pelos fãs por meio de votação no site da premiação.

Ainda?

Divulgação/Warner
"Young Sheldon" estreia esse domingo (12) na programação da Warner brasileira

Parece que a história de Sheldon Cooper não cansou mesmo. O personagem de “ Big Bang Theory ” ganhou vida e série própria, que mostra sua vida ainda criança. Com o pequeno Iain Armitage no papel de Sheldon, a série estreia no Brasil pela Warner deste domingo (12). No primeiro episódio, conhecemos o Sheldon de nove anos de idade, e a origem do menino tímido, engraçado e superdotado com manias e vestimentas muito diferentes das crianças de sua idade. A história mostra o pequeno Sheldon morando no leste do Texas, onde uma mente brilhante como a dele não encontra espaço para se destacar. Sua família supernormal terá que encontrar uma forma de lidar com o filho prodígio que sonha em ser um reconhecido físico teórico e revolucionar o mundo da ciência.

George (Lance Barber), o pai, se esforça para ser um bom técnico de futebol e ao mesmo tempo um bom pai para seus filhos. A mãe, Mary (Zoey Perry), protege Sheldon com unhas e dentes de todos aqueles que não conseguem compreender a genialidade do garoto.

Eliana e Tom

Eliana recebe o humorista Tom Cavalcante em seu programa nesse domingo (12)
Divulgação/SBT
Eliana recebe o humorista Tom Cavalcante em seu programa nesse domingo (12)

No programa Eliana  do próximo domingo (12) a loira tem uma entrevista exclusiva com o humorista  Tom Cavalcante , que foi até a casa de Eliana para visitá-la e fez várias revelações. Durante a conversa Tom fez diferentes e engraçadíssimas imitações, se caracterizou como duas personagens: a babá Francineuda, que procurou trabalho na casa de Eliana para cuidar da Manuela e também Ana Maria Bela que invadiu a cozinha da apresentadora para fazer uma receita hilária.

Tom também revelou seu lado família e como se comporta com a esposa e a filha, Maria, que estava lá com o pai e pôde falar mais dessa relação, falou sobre sua adolescência, o que mais gostava de comer no nordeste: caju, carne de sol, rabada e cuscuz. Tom Cavalcante recebeu diversos recados de amigos famosos e especiais. Ele ainda falou dos seus 25 anos de carreira e da sua estreia no cinema com o filme “Os Parças”.

Leia também: Após cinco meses longe, Eliana volta à TV: "achei que fosse morrer"

Mais um sucesso?

Ao que tudo indica, Anitta está caminhando para mais um sucesso. Porém, dessa vez, não será um hit dela mesma. Por meio de sua empresa, a cantora está agenciando mais um novo talento, a cantora de 21 anos Clau. Ela já assinou com a Universal e chamou a atenção dos executivos por meio de vídeos que postou na internet fazendo covers. Um primeiro single e clipe estão prometidos para “logo”, mas ainda sem data definida.

Uno

Por falar em Daniel Drexler , ouça na íntegra o novo disco do uruguaio:

Leia também: Anitta se empolga com futuro de produtora: “Planejando próximos passos”

    Leia tudo sobre: anitta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas