Timotinho rebate acusação da família de Agnaldo: 'Nunca o honraram'
Reprodução
Timotinho rebate acusação da família de Agnaldo: 'Nunca o honraram'

Chamado de "estelionatário" pela família de Agnaldo Timóteo, Timotinho rebateu as acusações. O DJ e produtor anunciou que pretende lançar uma biografia do cantor, que morreu em abril do ano passado, além de fazer um museu na residência em que viveu no Rio de Janeiro. E que pretende fazer tudo isso com a autorização da família ou não.

— É lamentável acordar e ver no noticiário a família do Timóteo me chamando de 'estelionatário'. Vocês que nunca honraram ele. Dizem ser de sangue, mas nunca o honraram em vida. Vocês não aceitam que eu zelo o nome dele, como cuidei 20 anos. Ele me apresentou à mídia como afilhado, sobrinho e filho dele. Isso está na internet e nos programas de TV que fizemos juntos. Vou lançar biografia com autorização de vocês ou não. Eu, Timotinho, como sou conhecido. Agora, respeitem a decisão do Timóteo — diz Timotinho.

Para lançar uma biografia, Timotinho não precisará mesmo da autorização dos familiares. Já o planos para o museu terá que esperar. Afinal, o inventário de Agnaldo Timóteo ainda está em processo judicial.

"É com imensa tristeza que tomamos conhecimento via imprensa de mais uma tentativa de estelionato contra a memória e o patrimônio de Agnaldo Timóteo. Damião Sá da Silva, que se apresenta como Timotinho, não possui nenhum grau de parentesco com o cantor nem com os familiares de Agnaldo Timóteo, além de não fazer parte do inventário", diz um trecho da nota enviada ao EXTRA.

O documento foi assinado por Rutnete, Maria e Cícreo Themoteo Pereira, irmãos de Agnaldo. Eles dizem ainda que pretendem processar Timotinho.

"O senhor Damião Sá da Silva responderá judicialmente por todas as afirmações, entrevistas caluniosas e oportunistas concedidas em nome da família e dos herdeiros de Agnaldo Timóteo".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários