Mais de dois meses após a morte de Gugu Liberato, a família do apresentador e sua ex-companheira, Rose Miriam di Matteo, vêm travando uma disputa intensa pela herança avaliada em R$ 1 bilhão. O ponto de partida para os atritos é o testamento formulado por Gugu em 2011 e lido poucas horas após o enterro, em 29 de novembro.

Leia também: Viúva de Gugu aciona Leão Lobo na Justiça por difamação

Rose Miriam Di Matteo e Gugu Liberato arrow-options
Divulgação
Rose Miriam Di Matteo e Gugu Liberato


No texto original, o patrimônio de Gugu deve ser dividido entre seus três filhos e cinco sobrinhos. Excluída do testamento, Rose assinou o documento, mas logo em seguida decidiu acionar advogados para lutar por uma fatia da herança. Desde então, cenas polêmicas se acumulam nesta novela em família, que teve mais um capítulo nesta terça-feira.

Abaixo, você acompanha a cronologia da disputa pelo bilhão deixado pelo apresentador.

Dia 29 de novembro: o enterro de Gugu e a leitura do testamento

Gugu é velado e sepultado em São Paulo, uma semana após morrer em decorência de um acidente sofrido em sua casa, em Orlando (EUA). Cerca de duas horas após o sepultamento do apresentador, é lido à família o testamento deixado por ele, avaliado em cerca de R$ 1 bilhão.

No texto, elaborado em 2011, são destinados 75% do valor a João Augusto, de 18 anos, e às gêmeas Sofia e Marina, de 16. Os outros 25% devem ir para os cinco sobrinhos. Rose Miriam di Matteo, mãe dos três filhos de Gugu, não é mencionada no testamento, cuja inventariante é Aparecida Liberato, irmã do apresentador.

Mesmo tendo assinado o documento, Rose decide, no mesmo dia, acionar o advogado Nelson Willians. A intenção é comprovar diante da Justiça sua união estável com Gugu e pleitear 50% do patrimônio. A outra metade seria destinada aos três filhos.

Dia 19 de dezembro: Aparecida Liberato emite comunicado oficial

Em nota, a irmã de Gugu e também inventariante dos bens afirma que Rose di Matteo, desde o momento da morte do apresentador, vem sendo "induzida" a procurar advogados e contestar as decisões documentadas por Gugu.

Leia também: Rose Miriam abre o coração sobre relacionamento com Gugu

Aparecida ainda diz que, às 21h do dia em que o irmão foi sepultado, Rose e seus três filhos teriam sido levados por parentes dela a um novo advogado ( Nelson Willians ). Ela encerra o comunicado considerando "incontestável" a divisão de bens determinada por Gugu Liberato.

Dia 27 de dezembro: Rose entra na Justiça para gerenciar herança

O advogado de Rose faz um requerimento judicial para que a ex-companheira seja a inventariante do testamento de Gugu. Willians argumenta que Rose não vem tendo acesso a detalhes da partilha de bens, informações que deveria acessar tendo como respaldo as duas décadas que Rose passou ao lado do apresentador.

Dia 24 de janeiro: Justiça determina que Rose receba pensão de R$ 100 mil

Em decisão liminar, ou seja, passível de recursos, a 9ª Vara da Família e das Sucessões do Foro Central da Capital do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo determina que Rose Di Matteo receba pensão mensal no valor de R$ 100 mil. De acordo com Nelson Wilians, advogado da ex-companheira de Gugu, a Justiça foi "sensível" à situação vivida por Rose após a morte de Gugu, uma vez que o apresentador era o mantenedor das despesas não somente dos três filhos, como também dela.

Dia 2 de fevereiro: reportagem no "Fantástico" e carta enviada à "Veja"

Em entrevista ao "Fantástico", a mãe de Gugu, dona Maria do Céu, de 90 anos, diz que seu filho e Rose Di Matteo "nunca tiveram nada". Carlos Regina e Dilermando Cigagna, advogados da família Liberato, ratificam a declaração de Maria do Céu e afirmam que não havia união estável entre Rose e Gugu.

Na mesma reportagem, Nelson Wilians, advogado de Rose, afirma que sua cliente era "a mulher, a esposa, a companheira" de Gugu e que somente após a morte do apresentador teria surgido "essa história de que ela era uma amiga".

Em outro trecho da matéria, os advogados da família de Gugu negam que o filho do apresentador, João Augusto, tenha registrado queixa-crime contra a mãe dias após a leitura do testamento.

Também no último domingo, a revista "Veja" publicou uma carta enviada à publicação por Rose. No relato, ela afirma que construiu, junto com Gugu, "uma família conforme a vontade de Deus", e que o apresentador era um "querido e zeloso pai e marido".

Leia também: Viúva de Gugu revela pesadelo que tem vivido: "Não vou viver de migalhas"

Dia 4 de fevereiro: Juiz nega pedido de advogado da viúva sobre pensão

Conforme publicado por Lauro Jardim, o juiz José Walter Cardoso, da 9ª Vara da Família e Sucessões de São Paulo, indeferiu um pedido do advogado Nelson Wilians para que a pensão de R$ 100 mil destinada a viúva de Gugu, Rose Miriam di Matteo fosse depositada na conta dele.

    Veja Também

      Mostrar mais