Tamanho do texto

A polícia do Rio de Janeiro identificou nesta segunda (20) sete suspeitos de racismo contra a filha adotada de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank, Titi

Um mês após Bruno Gagliasso prestar queixa na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) contra o preconceito envolvendo a filha dele com Giovanna Ewbank , Chissomo, apelidada de Titi, de dois anos, o casal enfim recebeu uma boa notícia.

Bruno Gagliasso, Giovanna Ewbank e Titi
Reprodução/Instagram
Bruno Gagliasso, Giovanna Ewbank e Titi


Nesta terça-feira (20), a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, com o apoio do Departamento Geral de Polícia Especializada, do Centro Integrado de Inteligência e Controle do Estado de São Paulo e do Grupo Armado de Repressão a Roubos da Polícia Civil de São Paulo, conseguiu identificar alguns dos suspeitos que praticaram racismo contra a filha de Bruno Gagliasso .

A operação foi batizada de "Operação Gagliasso" e cumpriu dois mandados de busca e apreensão em Guarulhos e em Itaquaquecetuba, as duas cidades em São Paulo. Segundo informações da assessoria de comunicação da Polícia Civil do Rio de Janeiro,  foram apreendidos celulares e sete pessoas foram conduzidas à delegacia para prestar esclarecimentos. Uma dessas pessoas é um jovem de 17 anos que confessou o crime e ainda relatou ter criado um perfil falso para ficar impune. 

Ainda segundo informações da assessoria, A Delegada e sua equipe continuam em diligências, ouvindo os conduzidos e verificando informações, para identificar outros envolvidos no crime. 

Leia mais: Bruno Gagliasso recusa convite de Walcyr Carrasco por causa da filha

Bruno Gagliasso comparece na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) na manhã desta quarta-feira (16)
Reprodução/Twitter
Bruno Gagliasso comparece na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) na manhã desta quarta-feira (16)


Relembre o caso

Bruno Gagliasso prestou depoimento sobre os ataques racistas que Titi recebeu na rede social da atriz. Na conta oficial de Giovanna no Instagram, um perfil que já foi desativado fez comentários racistas em uma foto postada pela atriz. "Vocês tinham que adotar uma menina de olhos azuis, isso sim iria combinar, e não aquela pretinha que parece uma macaquinha #lugardepretoénaáfrica", escreveu o internauta em um dos comentários.

Titi sofre ataques racistas na rede social de Giovanna Ewbank
Reprodução/Instagram
Titi sofre ataques racistas na rede social de Giovanna Ewbank


Leia mais:  Momento fofura: Giovanna Ewbank mostra Titi em foto da escola

"A gente tem que ser intolerante"

Em recente participação de Bruno Gagliasso no "Domingão do Faustão" como jurado da "Dança dos Famosos", ele falou sobre o preconceito que a filha sofre. "Minha filha tem algo que esses caras não têm: amor. Em relação ao preconceito, a gente tem que ser intolerante. Eu fiz o que eu tinha que fazer. Agora cabe à polícia. Temos policiais bons e vão descobrir", desabafou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas