Tamanho do texto

Monica Iozzi associou a imagem do presidente a figura do diabo e Bruno Mazzeo sugere golpe em evento

Não faltou polêmica no painel “(Re)Globo”, que aconteceu durante a 3ª edição da Comic Con Experience (CCXP 2016), na tarde desta sexta-feira (2). O evento promovido pela Rede Globo contou com a presença de nomes como Marcelo Adnet, Monica Iozzi, Marcius Melhem e Bruno Mazzeo, responsáveis por apresentar as novidades na grande da emissora para o ano de 2017.

A atriz da Globo Monica Iozzo participou de evento na CCXP 2016
Reprodução
A atriz da Globo Monica Iozzo participou de evento na CCXP 2016

Leia mais:  Está confuso? Veja quais são as principais atrações da Comic Con 2016

Durante o evento, personalidades da Rede Globo não economizaram nas ironias e mandaram indiretas para o presidente Michel Temer. Ao apresentar “Vade Retro”, nova série que entrará na grade da emissora em 2017, Monica Iozzi mandou um beijo para o presidente logo após falar sobre o enredo da trama, que fala sobre a figura do diabo, interpretado por Tony Ramos. “O personagem dele tem uma relação com o universo demoníaco, mas trata do demônio que está em cada de nós. Um beijo, Michel Temer!”, disparou a atriz, conquistando aplausos da plateia.

A personagem de Iozzi em “Vade Retro” será a primeira protagonista da atriz, que deixou a bancada do “Vídeo Show” para se dedicar a atuação. “Minha carreira segue caminhos muitos tortos e às vezes eu não acredito no que está acontecendo. Uma coisa é estar no ‘Vídeo Show’ com o Otaviano Costa, outra coisa é contracenar com o Tony Ramos. Acabei com o Otaviano agora, né?!”, brincou a atriz.

Leia mais:  Após alfinetar Globo, Monica Iozzi desabafa: "Não sou petista, mas não sou cega"

Tony Ramos dará vida a Abel Zebul, um empresário que ganha a vida com palestras motivacionais sobre como conquistar o sucesso. Dono de um caráter duvidoso, ele vai transformar a vida dos outros personagens em um verdadeiro inferno. Questionado por Marcelo Adnet sobre sua preparação para o papel, o ator respondeu de forma não tão amistosa o colega de emissora.

“Eu não faço laboratório por que eu não sou engenheiro químico. Não me inspirei em ninguém”, disparou Ramos, em referência ao método de preparação comumente usado por outros atores da casa. “Meu personagem é o diabo que pode estar dentro de cada ser humano. Nós não vamos tocar no assunto religiosamente. É o diabo que está por aí, que faz com que o ser humano tome atitudes demoníacas”, explicou.

Lançamentos

Outra atração apresentada no painel da emissora carioca foi a série “Filhos da Pátria”, criada por Bruno Mazzeo. A produção vai traçar um panorama da história brasileira a partir da Independência do Brasil. “O objetivo da série é entender a identidade brasileira, do jeitinho, que culmina em toda essa porcaria que vivemos hoje. Contamos a história através de uma família que vive no Rio de Janeiro, a partir do 7 de setembro de 1822”, contextualizou o ator, responsável pelo roteiro. 

Leia mais:  Renato Aragão confirma volta dos “Trapalhões”: “Não substituirão os originais”

Questionado por Marcelo Adnet se havia acontecido um golpe de Estado naquele período, Bruno Mazzeo rapidamente disparou outra crítica ao atual governo: “Esse ou o primeiro?”, ironizou.

Além de “Vade Retro” e “Filhos da Pátria”, a Rede Globo anunciou também o lançamento das séries “Carcereiros”, estrelada por Rodrigo Lombardi, “Zózimo”, que terá o ator Vladimir Brichta como protagonista, e as novas temporadas de “Tá No Ar” e “Zorra”, indicada ao Emmy 2016 na categoria de melhor série de comédia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas