Tamanho do texto

Após relacionar negros com empregados domésticos, Munik é duramente criticada pelo público nas redes sociais

Uma nova polêmica em torno do racismo se instalou nos bastidores do "Big Brother Brasil".  Munik , de 19 anos, reclamou com Dona Geralda , na madrugada desta segunda-feira (28), que estava se sentindo sobrecarregada com as tarefas domésticas da casa e afirmou que os outros moradores não ajudam como deveriam. No entanto, o termo utilizado pela estudante foi o que dividiu a opinião do público fora do reality.

Na reta final, BBB gera mais uma polêmica com discussão sobre racismo
Reprodução/TV Globo
Na reta final, BBB gera mais uma polêmica com discussão sobre racismo


"Tô parecendo 'nega' aqui. Munik: A 'nega' do BBB. Eu faço de tudo aqui nessa casa, Dona Gê. Lavo, passo, guardo a louça, só não faço aquelas coisas", desabafou Munik.

O comentário chamou a atenção dos internautas, que de imediato criaram uma campanha contra a estudante nas redes sociais. Por meio da hashtag #MunikRacista, fãs do reality criticaram a atitude da sister e pediram sua expulsão do "Big Brother Brasil".


O perfil oficial de Munik no Twitter, administrado por seus familiares, saiu em defesa da participante: "Nós sabemos que você não é nada alegado pela torcida alheia. Estamos com você até o fim. A verdade sempre vence a mentira". 


Racismo no BBB

Essa não é a primeira vez que a produção do "Big Brother Brasil" se depara com acusações de racismo. Antes mesmo de estrear a 16ª edição, o programa foi acusado de racismo por usar uma esponja de louça no formato de um boneco negro na cozinha da casa. À época,  Ronan proibiu o uso do objeto pelos outros participantes. "Por que tem que ser negro? Isso aqui não vai ser usado para lavar nada”, disparou o brother. 


    Leia tudo sobre: BBB